Menu fechado
profissão em Bioinformática - Informática Biomédica

Bioinformática – Informática Biomédica

O Curso em Bioinformática – Informática Biomédica

Esta carreira procura aplicar os conhecimentos de informática para resolver problemas na medicina e biologia. O curso de Bacharelado em Bioinformática – Informática Biomédica é um curso de graduação oferecido conjuntamente por Faculdade de Física e Matemática e por Faculdade de Medicina.

Este é um curso pioneiro que forma profissionais com sólidos conhecimentos em Ciências de Computação, como formação predominante, que se completará com uma formação adicional em Biociências e Saúde, como o aperfeiçoamento de métodos de diagnóstico de doenças e o armazenamento, a recuperação e o tratamento eletrônico de informações médicas e de saúde pública.

A grade curricular em Bioinformática – Informática Biomédica resgata o ciclo propedêutico com uma formação conceitual em Ciências Exatas e Biológicas nos dois primeiros anos e uma formação específica em três grandes áreas que representam os campos de maior evidência nessa conjunção de conhecimento. São estas as áreas de formação específica:

* Bioinformática, * Processamento de imagens e sinais e * Gerenciamento de registros clínicos e de Saúde Pública.

A Bioinformática (Bioinformática – Informática Biomédica) já é um exemplo de convergência dessas duas áreas do conhecimento. Embora tenha detido destaque a partir dos últimos esforços para decifrar o genoma humano, seu escopo é muito mais amplo e envolve abordagens de expressão gênica, modelagem de moléculas e estudo de vias metabólicas.

Quanto à área de Processamento de Imagens e Sinais, pode-se afirmar que foi o progresso obtido na Física e na Computação (software e hardware) que possibilitou o aparecimento de novas metodologias que auxiliam o diagnóstico médico. Exemplos disso são as imagens por ressonância magnética nuclear (RMN) e as imagens tomográficas por raios X.

Finalmente, a terceira área de atuação (Gerenciamento de registros clínicos e de Saúde Pública) compreende a obtenção e o tratamento da informação em modo digital. Em especial, esta área estuda modelos, metodologia e ferramentas adequadas ao tratamento de uma expressiva quantidade de dados a fim de agilizar processos administrativos e gerar informações que direcionem investimentos e ações que proporcionem melhoria de qualidade de vida e atendimento em saúde.

São trabalhadas neste curso de Bioinformática – Informática Biomédica, disciplinas nas seguintes áreas:

* Matemática: Cálculo Diferencial e Integral, Álgebra Linear e Estatística; * Computação: Algoritmos, Banco de Dados, Engenharia de Software, Redes de Computadores, Sistemas Operacionais, Inteligência Artificial, entre outras; * Biologia: Anatomia, Biologia Celular, Genética, Patologia e Fisiologia; * Saúde Pública: Demografia, Geoepidemiologia, Nosologia, entre outras; * Processamento e gerenciamento de imagens médicas.

Bioinformática – Informática Biomédica
Formação Básica

A informática médica tem sido durante muitos anos uma disciplina e área do conhecimento voltada especificamente para o desenvolvimento e aperfeiçoamento de aplicações clínicas. Mais recentemente a Bioinformática emergiu predominantemente como uma disciplina estrutural e fundamental no desenvolvimento de genoma em pesquisas que evoluiam a partir destes.

A combinação das disciplinas de formação básica para a Informática Médica e Bioinformática e também para as áreas de Processamento de Imagens e Sinais e Gerenciamento de dados em Saúde Pública tem criado uma sinergia entre estas áreas que culminou na formação de profissionais em Informática Biomédica por outros centros no mundo.

A Bioinformática – Informática Biomédica é um campo médico-científico de rápido crescimento que requer especialistas aptos a participar de equipes multi-profissionais voltadas para:

*o aperfeiçoamento de métodos de diagnóstico de doenças; * o arquivamento, recuperação e tratamento eletrônico de informações médicas e de saúde pública; * pesquisa em laboratórios de investigação de genomas e proteomas; * desenvolvimento de novos produtos biomédicos e medicamentos; * biotecnologia.

Esse curso surgiu para atender as muitas atividades que dependem de um profissional com formação multidisciplinar em Ciências de Computação e em Biociências. O curso de bacharelado em Informática Biomédica requer do aluno aptidão para Ciências Exatas e interesse por Biologia Geral e Humana.

Bioinformática – Informática Biomédica
O Mercado de Trabalho

O campo de trabalho do Bacharel em Informática Biomédica é vasto e requer especialistas aptos a participar de equipes multi-profissionais voltadas para trabalhar em pesquisa médica e biológica de desenvolvimento de produtos ou de pesquisa científica, na criação e no gerenciamento de sistemas de informações de prontuários médicos e de empresas públicas ou privadas, em laboratórios de diagnóstico, em laboratórios de investigação de genomas e de proteomas. Além destas áreas amplas o profissional formado em Informática Biomédica terá as habilidades e competências para trabalhar como Consultor, Analista ou desenvolvedor de soluções para Sistemas de Informação.A Atuação Profissional O curso possui três grandes áreas práticas profissionalizantes:

• Bioinformática, que consiste na aplicação da ciência computacional à química e à biologia no desenvolvimento de novos medicamentos e produtos biomédicos, além da investigação de genomas e proteomas e na pesquisa na área de biotecnologia. Nesta área são utilizados softwares na identificação de genes e na predição de possíveis configurações tridimensionais de uma proteína, partindo da sequência de aminoácidos, na identificação de seus sítios de ativação e inibição, na análise de experimentos e na avaliação de expressão gênica entre outras aplicações. O aluno também é encorajado a trabalhar no desenvolvimento de novos softwares ou na melhoria dos já existentes.

• Processamento de Imagens Médicas, cujo objetivo é otimizar o aspecto visual de imagens médicas, para auxiliar o analista humano ou para realizar uma análise automática por meio de equipamentos especializados, além de fornecer subsídios para a interpretação e para a tomada de decisões. Aplicando esse conceito à informática biomédica, ferramentas e algoritmos de processamento de imagens são utilizados para obtenção dessas imagens, como em exames de raios-x, ultra-som e ressonância magnética nuclear.

• Apoio à Gestão da Saúde e à Epidemiologia, pela atuação junto às equipes de saúde, construindo sistemas de informações, realizando análises de dados operacionais ou epidemiológicos, realizando simulações de processos e apoiando as ações nas áreas de atenção básica à saúde, com o objetivo de integrar os profissionais com formação multidisciplinar à assistência, à documentação médica, à bioestatística e aos estudos epidemiológicos conjugados ao geoprocessamento e à simulação.

Carreiras relacionadas:
Biologia
Ciências Biológicas
Ciências da Computação
Engenharia de Computação
Informática
Medicina

Publicado em:As Profissões

Você pode gostar também