Planejamento Estratégico do Tempo Definindo prioridades

Planejamento Estratégico do Tempo Definindo prioridades

Planejamento Estratégico do Tempo Definindo prioridades

É importante definir prioridades para haver eficácia em suas ações e melhorar seus resultados. A melhor forma de estabelecer prioridades ainda é aquela que utiliza a importância e urgência. A importância deve ser avaliada pelas matérias que você tenha dificuldade e a urgência para entrega de trabalhos escolares ou provas.

Obviamente a importância das prioridades é definida segundo um objetivo ou uma meta e isso é muito pessoal. Obviamente, você pode utilizar perguntas para classificar os seus estudos e definir as suas prioridades.

Administrar o tempo de estudo implica definir prioridades, estabelecer metas viáveis e alcançá-las. Assuma somente tarefas de estudo que poderá cumprir, evitando assim o estresse decorrente da sensação de não-cumprimento do dever, que compromete o equilíbrio emocional e a saúde.

Sempre é bom lembrar que quantidade não é necessariamente qualidade. Não adianta estabelecer metas irreais, dizer não a todas as outras atividades, acumular estresse e não cumpri-las. Acabam sendo prejudicial aos estudos, à saúde e a preparação para o vestibular ou mesmo provas regulares. O cronograma de estudo tem que ser equilibrado e baseado no tempo de que realmente dispõe.

Selecione com cuidado as atividades desenvolvidas nesse período. As atividades desenvolvidas nesse período também precisam ser selecionadas pela importância ou urgência. Procure escolher os cursinhos e aulões que realmente sejam necessários, analisando carga horária, tempo de deslocamento, etc. Inclua em seu cronograma tempo para o lazer e descanso. Seu desempenho e sua saúde dependem muito das suas energias, portanto, restaura-las não é privilegio e sim necessidade.

Planejamento Estratégico do Tempo Definindo prioridades

Como já deve ter reparado, você precisará dizer “não” para algumas solicitações, abaixo, algumas sugestões para minimizar o impacto do não (à balada, ao passeio do final de semana, ao cinema…):

1) Pergunte-se: “Qual é o benefício em dizer não? Quanto vou lucrar (ou deixar de perder) em função da resposta não?”A resposta indicada é mesmo não?

2) Quais interesses serão afetados? Vale a pena?

3) Quais efeitos negativos poderão ser esperados do não? Meça as consequências.

4) Pense em termos do contexto, dos interesses e de todos os fatores em jogo. Estude como suavizar os efeitos negativos sem prejudicar a convicção da sua resposta.

Não abra mão da qualidade de vida, lembre-se sempre da relação entre saúde, desempenho e planejamento do tempo para estudo. Procure ser organizado para não se estressar e comprometer sua saúde, bem como os seus resultados. Analise a utilização do não para as seguintes situações:

1) Quando a solicitação não agregar valor à suas expectativas;

2) Quando a atividade não trouxer resultados benéficos ao processo;

3) Quando existirem outras prioridades.

• Veja agora:

4) Cumprir Prazos

5) Otimize seu tempo

6) Administrar o Tempo na Prova

7) Estudo em Grupo

Vestibular1

O melhor site para o Enem e de Vestibular é o Vestibular1. Revisão de matérias de qualidade e dicas de estudos especiais para você aproveitar o melhor da vida estudantil. Todo apoio que você precisa em um só lugar!

Deixe uma resposta