Menu fechado

Ensino a Distância torna possível a inclusão de alunos especiais

Não perca essa!

Segundo o Censo Populacional de 2000 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o Brasil possui aproximadamente 2,9 milhões de crianças e adolescentes com algum tipo de deficiência e, de acordo com as estatísticas da Secretaria de Educação Especial do país, somente cerca de 450 mil delas acessam a educação. Mas, a Educação a Distância pode mudar este cenário.

Para Carlos Alberto Chiarelli, Presidente da Associação da Cadeia Produtiva de Educação a Distância (ACED), esses dados apresentam uma realidade triste em nosso país. “Apenas mínima parte da população com deficiência em idade para entrar no mercado de trabalho possui qualificação suficiente. A dificuldade de acesso ao ensino é um forte problema que precisa ser enfrentado para modificarmos esse quadro estatístico”, afirma o Ex-Ministro.

Ele cita a dificuldade dos deficientes para se deslocar, a sua discriminação e a falta de informação como alguns dos motivos que levam grande parte dessas pessoas a não avançarem nos estudos, dificultando sua inclusão. “Para isso – a minimização do problema – o Ensino a Distância (EAD) poderia ser uma das soluções a ser adotada prioritariamente”, destaca.

O Presidente da ACED diz que já estão sendo formatados programas de acessibilidade educacional para auxiliar na integração social dessas pessoas. “A flexibilidade de tempo e de espaço dessa metodologia para os alunos, que poderão estudar praticamente em qualquer local e em qualquer horário, pelo tempo de que necessitarem, é o diferencial do EAD, que podeser uma adequada resposta para os milhares de brasileiros que encontram dificuldades para se capacitar”, destaca.

Diz ele: “a Educação a Distância pode também auxiliar as empresas que precisam cumprir as exigências da Lei 8.213/91, na qual se determina que as corporações com mais de 100 empregados sejam obrigadas a contratar pessoas portadoras de deficiência”. Chiarelli continua: “o emprego obtido, graças à habilitação propiciada, dará aos deficientes, não apenas um salário, mas cidadania participativa. Enfim, a conquista de identidade profissional e a valorização da pessoa”, finaliza.

Instituições públicas de São Paulo divulgam simultaneamente calendário dos vestibulares, os candidatos que pretendem participar das provas da Fuvest, Unesp, Unicamp, UFSCar, Unifesp, ITA, PUC-SP e PUC-Campinas, já podem conferir as datas dos exames. Veja o calendário:

Fuvest Unicamp Unesp Unifesp PUC-São Paulo

Novos cursos na FGV

Seminário do GEL

Transferências na FIES

Gestão de Equipes

Coaching e o Mentoring

3ª etapa da UDF

Mais uma Faculdade Gratuita

Conheça o Exclusivo

Guia de Como Escolher a Profissão

Revise com Vestibular1, e tenha um aprendizado empolgante para Vestibular e Enem

Visite a página de Opção de Carreira Navegue também pelas carreiras

Veja também links de carreiras Veja as tendências de carreiras

Revisando com o Vestibular1, seus resultados serão incríveis!

Publicado em:Notícias

Você pode gostar também