Menu fechado

Gripe Tipo A marcará presença no vestibular

Não perca essa!

Alunos sentirão as consequências da doença não apenas na paralisação das aulas e nas medidas de prevenção, mas, também, nas provas das universidades

A Gripe Tipo A tem interferido na vida dos vestibulandos mais do que possa aparentar e vai acompanhar estes alunos de forma intensa, pelo menos, até o fim do ano. Os jovens não foram atingidos apenas com as duas sofridas semanas de paralisação das aulas – ocasionadas como medida de prevenção à doença e que têm gerado transtornos no calendário escolar.

Os vestibulandos ainda estão tendo que estudar assuntos relacionados ao vírus em sala de aula e, com grande probabilidade, enfrentarão o tema nas provas de fim de ano.

A possibilidade de a gripe H1N1 ser um dos assuntos utilizados em vestibulares de todo o Brasil é expressiva. Não é apenas a disciplina de Biologia que pode citar o tema em suas provas, a História, a Língua Portuguesa e a Redação também estão entre as matérias que poderão utilizar da doença como gancho para as suas questões. Os professores alertam: além da prevenção, os vestibulandos devem buscar informações amplas sobre o tema.

Biologia

“No caso das provas de Biologia, a gripe A, de forma específica, pode ser citada apenas como conexão ao tema principal: o vírus – este sim será o assunto explorado”. A dica é do professor de Biologia do Curso Positivo, Otaviano Lemos Cançado. De acordo com ele, os alunos devem ficar atentos aos conceitos científicos de vírus, epidemia, pandemia e mutação viral. Além de se informarem sobre as formas de transmissão e reprodução e as principais medidas profiláticas.

Em sala de aula, o professor Otaviano tem desmistificado alguns boatos sobre a gripe A que podem confundir os alunos na hora das provas de Biologia. “Estamos explicando o porquê do uso do álcool em gel ao invés do álcool comum e ressaltando que a lavagem das mãos com água e sabão é ainda mais eficiente do que o gel, por exemplo”, explica o professor.

História

A peste negra, a peste bubônica (de tifo), a gripe aviária e a gripe espanhola são algumas das epidemias e pandemias que marcaram a História Mundial e que podem ser resgatadas em vestibulares diversos em decorrência das recentes notícias relacionadas à gripe A. “A atual pandemia de H1N1 ainda não é um tema histórico, é contemporâneo, porém, ela traz à tona outros momentos similares na História com os quais os vestibulares podem estabelecer comparações”, avalia Renato Mocellin, professor de História do Curso Positivo.

De acordo com Mocellin, os alunos devem ter consciência de que as provas de História dos exames vestibulares mudaram muito nos últimos anos, as questões estão muito mais críticas e analíticas e procuram revisar o passado em função de acontecimentos do presente. “Sendo assim, provavelmente eles não vão cobrar datas específicas, mas tratarão dos efeitos psicológicos e culturais destas doenças nas sociedades da época”, ressalta o professor do Curso Positivo.

Língua Portuguesa e Redação

Nas aulas de Língua Portuguesa e Redação o tema da gripe A também está sendo utilizado como fonte para exercícios na expectativa de que o assunto seja utilizado nos vestibulares. O professor das disciplinas no Curso Positivo, Wellington Borges Costa, o Wella, trabalha com diversos artigos sobre o tema, extraídos de veículos de comunicação variados, para exemplificar aos alunos como as universidades poderão utilizar o tema nas provas.

“Não acredito que o tema será utilizado nas dissertações argumentativas, pois estas usam assuntos mais polêmicos, porém, é muito provável que caia em questões de resumo e interpretação de textos, como ocorreu, por exemplo, na segunda fase do vestibular de inverno da Universidade Federal do Paraná, a UFPR Litoral”, orienta Wella. A questão da UFPR Litoral citada pelo professor Wella pode ser obtida para modelo pelo site www.litoral.ufpr.br.

SOBRE O CURSO POSITIVO

Fundado em dezembro de 1972, em Curitiba, o Curso Positivo foi a primeira célula do Grupo Positivo. Hoje, possui duas sedes: a Sede Batel e a Sede Centro. No começo dos anos 70, preparar alunos para o vestibular de forma sistematizada e com material didático próprio, organizado e impresso profissionalmente era uma grande novidade no Paraná.

A originalidade, a qualidade e a visão sistêmica do ensino continuam determinando o trabalho da equipe do Curso Positivo até hoje, uma vez que, para ingressar na universidade, o estudante necessita de uma preparação consistente e eficaz.

O Curso Positivo registra, historicamente, o maior índice de aprovação nos vestibulares mais concorridos das mais importantes faculdades e universidades do Paraná, bem como excelentes resultados nos exames das principais instituições de Educação Superior do Brasil.

O Grupo Positivo, do qual o Curso Positivo faz parte, é a maior corporação de Educação e Tecnologia do Brasil, conta com mais de 7,5 mil colaboradores e atua no Brasil e Estados Unidos, além de países da Ásia, América do Sul, África e Europa. Curso Positivo na Internet: www.cursopositivo.com.br

Instituições públicas de São Paulo divulgam simultaneamente calendário dos vestibulares, os candidatos que pretendem participar das provas da Fuvest, Unesp, Unicamp, UFSCar, Unifesp, ITA, PUC-SP e PUC-Campinas, já podem conferir as datas dos exames. Veja o calendário:

Fuvest Unicamp Unesp Unifesp PUC-São Paulo

Senac EAD

Graduação a distância na Ufla

Ação Solidária na Unibem

Cloud Computing

Cursinho Comunitário

Mestrandos e Doutorandos

Direito Educacional

Inteligência Emocional

Como escrever bem

Mais uma Faculdade Gratuita

Conheça o Exclusivo

Guia de Como Escolher a Profissão

Revise com Vestibular1, e tenha um aprendizado empolgante para Vestibular e Enem

Visite a página de Opção de Carreira Navegue também pelas carreiras

Veja também links de carreiras Veja as tendências de carreiras

Revisando com o Vestibular1, seus resultados serão incríveis! entrar

Publicado em:Notícias

Você pode gostar também