Menu fechado
Notícias das Universidades

Orientação vocacional profissional

Unaerp oferece atendimento gratuito em orientação vocacional profissional

“Inscrições já estão abertas e podem ser feitas por telefone ou pessoalmente. As vagas são limitadas”

Não perca essa!

A Universidade de Ribeirão Preto – Unaerp, através do seu curso de Psicologia, está com as inscrições abertas para atendimentos em orientação vocacional profissional. O serviço é oferecido gratuitamente e os interessados já podem se inscrever pelo telefone (16) 3603-6933 / 3603-7003 ou pessoalmente, de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h, na secretaria do Multiprofissional da instituição. As vagas são limitadas.

O serviço é voltado para adolescentes e adultos que estão passando por momentos de decisão profissional e que enfrentam algum tipo de dificuldade na hora de escolher a profissão. “Após a inscrição, as pessoas são chamadas para uma entrevista e nela verificamos se elas realmente vão precisar de um atendimento mais prolongado ou se as dúvidas são esclarecidas logo no primeiro momento”, explica a professora do Curso de Psicologia da Unaerp e especialista em orientação vocacional e profissional, Mariana Noce.

O atendimento de orientação vocacional (que diz respeito a uma área mais pessoal) e profissional (voltado à área mais específica da formação) que a Unaerp oferece, geralmente é feito entre oito e 12 sessões, por graduandos dos últimos anos do Curso de Psicologia, sob supervisão da professora Mariana Noce. “Nosso objetivo é prestar informações e facilitar o processo de escolha profissional. Trabalhamos na pessoa o seu autoconhecimento, interesses, expectativas, as influências que recebe, e também como é que está o mundo do trabalho. Com isso, geralmente as pessoas conseguem decidir o que fazer”, afirma a especialista.

Mariana também destaca que mesmo com dúvidas, se a pessoa decide a profissão momentos antes de prestar o vestibular, corre sérios riscos de arrependimento. “Quando a pessoa está estudando e não está gostando, pode passar por um processo de insatisfação. Aos poucos, ela se desliga do seu objetivo, pode enfrentar dificuldades de relacionamento e, às vezes, até questões mais sérias ligadas a insatisfação, como o estresse ou depressão”, relata.

Em casos de dúvidas, a especialista ressalta a importância de a pessoa procurar ajuda para que ela se conheça mais e também planejar o que pretende fazer no futuro. “É muito importante conhecer as profissões e pensar tanto nas vantagens e desvantagens que cada uma oferece. Um profissional insatisfeito tem a tendência de receber menor remuneração, pois vai se dedicar menos ao trabalho. Nesses casos, ele não obtém nem a satisfação profissional e tampouco o dinheiro que gostaria de receber”, conclui Mariana.

Pedagogia na FSB

Cursos de extensão na Unifieo

Alunos que utilizaram o material SAE

Programa Ação

Publicado em:Notícias,Notícias das Universidades

Você pode gostar também