Menu fechado

ESAMC divulga perfil do consumidor santista

Calendário dos vestibulares

Não perca essa!

O Vestibular1 vai tornar seus sonhos realidade!

Pesquisa elaborada na disciplina de Psicologia do Consumidor traçou perfil da geração Y focado no público GLBT, Pós-Guerra e Terceira Idade

A ESAMC Santos, por meio da disciplina Psicologia do Consumidor, realizou em junho a pesquisa Perfil do Consumidor da Baixada Santista. Orientada pela docente Raquel Reis, alunos dos cursos de Administração e Comunicação Social entrevistaram moradores de Santos e região focalizados no público da geração Y, Pós-Guerra e Terceira Idade.

Para isso, foi utilizado um questionário com Escala de Likefert (concordo totalmente, concordo parcialmente, não concordo e nem discordo, discordo parcialmente, discordo totalmente) subdividido na categoria AIO (Atividades, Interesses e Opiniões).

O objetivo era mostrar aos alunos a importância de conhecer e entender o consumidor da região, através desta ação, que muitas vezes, é o ponto de partida do profissional de marketing.

Y GLBT – Nascidos entre os anos de 1977 e 1994, a geração Y é conhecida pela velocidade, esperteza, ousadia, empreendedorismo, consumismo e criatividade. Limitados a entender o consumidor GLBT (gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros), os alunos entrevistaram 33 pessoas, homens e mulheres, da classe A, B e C, com a faixa etária entre 15 a 24 anos, no período entre 10 e 21 de junho de, em Santos (SP).

O resultado aponta que Santos está começando a ver no homossexual uma oportunidade de negócio. Tratando-se de um nicho específico cada vez mais destacado na sociedade, 75% concordam que vale a pena investir neste segmento.

Dentre os entrevistados, 75,7% da geração Y GLBT santista definem sua renda como satisfatória dentro das suas necessidades. Porém, a forte característica desta geração é um sentimento de revolta quanto a atual condição em que vivem.

Mais de 60% afirmam que em Santos há preconceito contra a comunidade GLBT. Ao serem perguntados se estariam na cidade daqui a 10 anos, 39,3% responderam não querer continuar vivendo em Santos. As justificativas seriam o crescimento pessoal e profissional.

A diversão em Santos, segundo 70% dos inquiridos, se resume em baladas, bares, cinema e teatro frequentado por todo tipo de público. E isso incomoda, pois 80% dos jovens desejam uma diversão mais segmentada voltada para o seu nicho.

Pós-Guerra – Esta geração, formada por pessoas nascida entre 1940 e 1965, produziu diferentes impactos na sociedade. Também chamada de Baby-Boomers, criaram uma revolução em termos de estilo, política e atitudes de consumo.

Para a pesquisa foi escolhida uma amostra de 20 pessoas, de diversas idades, dentro desta geração, com costumes e poder aquisitivos diferentes umas das outras, no período do mês de março a maio de, na cidade de Santos.

De acordo com o levantamento, trata-se de um público fiel a marcas e costumes mais estabelecidos e tradicionais. Fazer compras para esta geração é sinal de satisfação, como mostra 70% dos entrevistados.

Os consumidores maduros costumam levar vidas ativas e autosuficientes, como provam os 65% dos entrevistados que acreditam ser importante a prática de atividades voltadas para si.

Porém, não dispensam o convívio com os filhos. Como mostra a pesquisa, 80% dos entrevistados dão um grande valor aos laços familiares e de amizade, afirmando que só assim a atividade se torna completa. Com uma aprovação unânime (100%), esta geração faz questão de conforto em seu lar quando o assunto é acomodar sua prole com qualidade.

Como este grupo vem de uma geração que já viveu e trocou diversas experiências, 60% responderam que têm necessidade de dar algo em troca para o mundo, participando de eventos sociais e trabalhos voluntários, considerando prazerosas as ações sociais. Para 95% a população deve se envolver e se manter atualizados em relação a assuntos políticos. Eles acreditam que os interesses individuais devem estar subordinados aos interesses de seu país e do conjunto da coletividade que pertencem.

Como estão numa fase de transição de idade, hábitos e costume, o espírito jovial sempre se destaca nessa geração. Em 65% das respostas, eles contam que praticam exercícios físicos. Outros 70% preocupam-se ainda com a alimentação e costumam comprar cosméticos e produtos para a beleza.

A pesquisa afirma ainda que 50% do público desta geração acreditam que estão caminhando para uma aposentadoria feliz, enquanto 30% discordam por não confiar na estabilidade financeira de sua aposentadoria, graças às políticas de governo em que vivemos em nosso país.

Terceira Idade – Por ser considerada com ótima qualidade de vida, Santos é uma cidade atrativa para se descansar e usufruir da aposentadoria com bem-estar, segurança e lazer. A cidade possui cerca de 65 mil pessoas com mais de 60 anos. Para analisar este nicho, participaram do inquérito 35 pessoas, homens e mulheres, moradores de Santos e região, entre os meses de maio e junho de.

Sendo a cidade plana e praiana, 50% dos entrevistados preferem praticar esportes em locais abertos, em grupos de 5 ou mais. Aliás, passeios nas praias da região são os programas preferidos de 57% da população. E, mesmo tendo preferência por áreas livres, 37% dos idosos alegam a presença de poucos pontos de lazer voltados especificamente para sua faixa etária.

Em relação às compras, 80% preferem visitar lojas acompanhados de parentes e amigos. Para 61% dos entrevistados, hipermercados são mais atrativos do que mercados de bairro por possuírem grande gama de produtos.

Sobre habitação, 70% preferiam morar em casa, porém, por conta da segurança são obrigados a viver em apartamento. A proximidade com familiares é outro fator de relevância que leva os idosos a optarem por prédios. Para 56% a família é o bem mais importante e se torna força motriz para o seu bem-estar emocional.

É uma geração preocupada com o seu estilo. Para 57% da população da terceira idade, estar de acordo com as tendências voltadas para o público maduro é fundamental para estar bem consigo mesmo. A alimentação de 60% é balanceada e saudável, quase sempre baseadas em dietas especiais para doenças, como diabetes, pressão e colesterol alto – mais citadas pelos entrevistados.

Quando perguntados se sentem realizados, 57% dos idosos da Baixada Santista afirmam que as realizações pessoais são maiores do que as profissionais. Muitos deles, após a aposentadoria se afastam de sua carreira e de como ela foi construída e isso tende a se intensificar ao longo dos anos. Assim, a relação com seus filhos, netos e parentes ganha mais espaço, muitas vezes porque esse aspecto de sua vida foi deixado de lado durante a construção de sua carreira.

As pesquisas, na íntegra, estão à disposição na biblioteca da ESAMC Santos. A unidade fica na rua Egydio Martins, 181, na Ponta da Praia, em Santos. Outras informações pelo telefone (13) 3269-5757.

Vestibular IBRM

Medicina da Unicid

Ajudas dos Testes

Vestibular da UPIS

Vestibular Unitau

Bolsas de Estudos

Você sabia? Parte 1

Você sabia? Parte 2

Você sabia? Parte 3

Novos vídeo Aqui!

Vestibular da Unerj

Vestibular Jangada

Ufla prorroga inscrição

Prova da MAUÁ

Fase única UFSJ

Últimos dias UFSJ

Recorde na Unicamp

FGV Online é Top

Mega Play Box

Psicologia Organizacional

Torneio de Robótica

Curso: Pilotos de ROV

Simpósio de Engenharia

Inauguração na Unifal

Vestibular1 apoia Teleton

Notícias sobre Enem

Mais Notícias sobre Enem

Guia de Estudos para a prova da Fuvest

Vídeo Aulas grátis no Vestibular1

Preparação e conteúdos para provas de vestibular

Depoimentos sobre o Vestibular1 – Deixe o seu também!

Fuvest – Vencendo a 1ª Fase

Passe na Fuvest

Revise com Vestibular1, e tenha um aprendizado empolgante para Vestibular e Enem

Visite a página de Opção de Carreira Navegue também pelas carreiras

Veja também links de carreiras Veja as tendências de carreiras

Revisando com o Vestibular1, seus resultados serão incríveis!

Publicado em:Notícias

Você pode gostar também