Menu fechado
Concurso de Redação Redações premiadas Kit do Estudante por Vestibular1

Redação de Cristiane

Redação de Cristiane

Conheça a Redação de Cristiane premiada do Concurso de Redação Kit do Estudante

Esta é uma das redações premiadas do Concurso de Redação Kit do Estudante por Vestibular1.

Estas redações premiadas que publicamos para que estudantes conheçam, reflitam sobre formas de dissertação de um tema que reúnem experiências, relatos de sonhos, realizações, opiniões, impressões, necessidades futuras, emoções e aprendizados colhidos ao longo do Ensino Médio.

Redação com ótimo conteúdo e é de autoria de Redação de Cristiane S. F, 18 anos, que recebeu o prêmio (Kit do Estudante) de nosso portal. Confira abaixo:

O sofrimento do ontem, na vida do hoje para o futuro do amanhã

Sempre disse aos meus amigos que o sofrimento atual, nunca seria o maior sofrimento da sua vida. Quando se é criança o maior sofrimento é aprender amarrar o tênis, andar sozinho na rua, ir para o colégio pela primeira vez… Mas quando esse sofrimento é superado,se torna algo muito pequeno, quase que insignificante diante de outros sofrimentos que vão aparecendo pelo caminho.

Me vi presa nos meus princípios e me perguntava o que seria do meu futuro, como eu seria daqui a alguns anos, qual curso de graduação cursar e tais perguntas que todos fazemos quando o ensino médio acaba e ai vem a decisão de uma vida inteira…

Esse foi meu maior sofrimento. A dúvida era quase que frequente e os planos quase que sempre incertos. Como será que eu me via quando acabasse a faculdade e fosse arrumar um emprego? Adolescente tem mania de viver a vida no agora e não pensa muito nas questões do amanhã, pois estamos sempre achando que a vida pode acabar no hoje. Matemática! Essa foi minha decisão Sempre gostei da disciplina no colégio, a concorrência era pouca no vestibular, tinha disponível em universidade pública, quase não tinha profissionais disponíveis nessa área e o mercado de trabalho estava sempre disponibilizando vagas de emprego.

Parecia uma boa área para começar carreira, embora não me via lecionando ou fazendo parte de alguma pesquisa matemática. Estudei muito e consegui entrar para uma das universidades mais bem conceituadas da região. Meus pais tinham o maior orgulho de dizer as pessoas onde a filha tinha chegado, pois eles não haviam estudado e proporcionar aos filhos o que não tiveram (mesmo sem recurso algum) era de grande orgulho para eles e pra toda família. Os professores do curso eram ótimos e ali eu conseguia ver um bom futuro, porém a dúvida de ter feito a coisa certa ainda me perseguia e não me via em área alguma no futuro.

No meio de tantas perguntas não respondidas, descobri que estava grávida. Eu, mãe! Não me via mãe, não me via esposa, não me via nora, nem cunhada. Me via apenas como uma adolescente perdida, desesperada. Minha vida tinha deixado de existir e agora mais do que nunca, não me via em futuro algum. Eu tinha deixado de ser a universitária, o orgulho, a professora de matemática. Parei a faculdade e ignorei o amanhã e a vida também me ignorou. Me tornei uma pessoa triste e a tristeza transformava também aqueles que me amavam e esse tipo de vida não era qual a imaginava; mas quando não se imagina nada, qualquer coisa te serve. Então, era em vão pensar num futuro.

Minha barriga começou a crescer e eu comecei a notar que aquela criança não tinha culpa de estar ali, comecei a querer ser mãe. E perguntava a mim mesma. -Porque desistir do meu amanhã? Foi então voltei as aulas da universidade e comecei a me encontrar. Passei a me ver mãe de um menino lindo, comecei a fazer planos de ser uma excelente professora e me via naquele futuro que eu mesma podia escrever. E hoje consigo me ver daqui a dez anos numa sala de aula podendo transmitir aos meus alunos tudo o que aprendi, podendo formar futuros advogados, administradores, médicos pro nosso país. Vou pegar nas mãozinhas do meu filho e ensina-lo, assim como com ele eu já muito aprendi.

Daqui a dez anos, me vejo mãe, professora, esposa, orgulho dos meus pais e principalmente administradora da minha própria vida, do meu próprio futuro. E continuo acreditando que o sofrimento atual, nunca é o maior sofrimento da vida, basta apenas supera-lo pra ver o quanto é pequeno diante dos obstáculos que estão por vir. Ultrapassar as barreiras só nos torna fortes para ser quem realmente desejamos e fazer a vida que realmente queremos!

 

Depois de ler e conhecer a Redação de Cristiane, visite mais redações do Concursos de Redação do Vestibular1. Redações premiadas ou redações selecionadas, nos concursos que já realizamos parceria com editoras de renome. Tudo de Enem e Vestibular pra você! Redação de Cristiane

Publicado em:Concurso Kit do Estudante

Você pode gostar também