Mulher no espelho de Helena Parente Cunha - Vestibular1

Mulher no espelho de Helena Parente Cunha

Mulher no espelho de Helena Parente Cunha

 

Mulher no espelho de Helena Parente Cunha

Mulher no espelho de Helena Parente Cunha  – Aspectos Estruturais

Apresenta um foco narrativo múltiplo, além de não possuir um único narrador ao longo da história. Predomina, no entanto, o foco narrativo em 1.a pessoa.
Existem três figuras que participam do processo de gênese literária: a personagem, a mulher que escreve e a autora.

É bom lembrar que a autora é apenas referida no decorrer da narrativa, não chegando, portanto, a ser uma personagem inserida na trama. A história surge do enfrentamento entre personagem e mulher que escreve.

Mulher no espelho de Helena Parente Cunha : o enredo é não linear, é marcado por constantes digressões e “flashbacks”.
O tempo é predominantemente psicológico.

Embora haja a especificação do espaço físico (cidade de Salvador, especialmente bairros do Rio Vermelho e da Vitória), o predomínio ainda é o do espaço psicológico.
A fragmentação dos períodos e o uso de frases nominais é uma marca do estilo da obra.

Mulher no espelho de Helena Parente Cunha – Aspectos Especiais
Presença do Discurso Indireto Livre (DIL) e do fluxo de consciência.
Uso da metalinguagem e da conversa com o leitor.
Presença de monólogos interiores.
A presença do tom lírico-poético em certas partes do romance.

Mulher no espelho de Helena Parente Cunha – Aspectos Temáticos
Questionamento metafísico.
A presença da cor local baiana.
A identidade feminina e a condição da mulher na sociedade.
O próprio processo de criação artística.

 

Mulher no espelho de Helena Parente Cunha

Vestibular1

O melhor site para o Enem e de Vestibular é o Vestibular1. Revisão de matérias de qualidade e dicas de estudos especiais para você aproveitar o melhor da vida estudantil. Todo apoio que você precisa em um só lugar!

Deixe uma resposta