Menu fechado
Resumos dos livros para Vestibular

Novas relíquias de Machado de Assis

 

Novas relíquias de Machado de Assis

De acordo com os editores, no prefácio desta edição: Em 1906 publicou Machado de Assis as suas Relíquias de Casa Velha, a que o carinho de Mario de Alencar deu por companheiras, em 1920, Outras relíquias, coleção póstuma, em prosa e verso, de vários escritos do Mestre.
[…] recolhemos algumas aparas, enfeixando neste volume vários dos seus trabalhos, que jaziam esquecidos e dispersos. São fantasias, artigos de crítica literária e dramática, um punhado de versos …  Em tudo isso, porém, já nos aparece o prosador escrupuloso, o espírito atilado, o poeta amável, e admiramos o aticismo da frase, o sorriso do filósofo, e, sobre tudo, a excelência do critico, que, entremostrando falhas ou louvando méritos, estuda e analisa livros e autores, sem vitupério azedo nem louvor excessivo, aplaudindo com medida os consagrados, animando paternal os estreantes.
[…] As poesias, aqui recolhidas, são da primeira fase do poeta; mas, ainda assim, não desmerecem a fama do cantor de Corina. […] Enfim, outras relíquias, mas relíquias de palácio opulento, que todas têm cada uma o seu valor, a que o tempo imprime, ademais, carinho e veneração.

Novas relíquias de Machado de Assis – Trechos escolhidos

A poesia Na Aldeia, a primeira da primeira parte, parece destinada a dar a Idea resumida do sentimento que inspira as Aninhai. Veja o leitor esta estrofe:

Olha! que paz se agasalha
Nesta casinha de palha,
A sombra deste pomar
Olha! vê! que ameninade!

Abre a flor da mocidade
Na soleira deste lar!

Novas relíquias de Machado de Assis – E esta outra: Que valem vaidosos fastos,
Quando os corações vão gastos
De afectos, de amor, de fé ?
A ventura verdadeira
Vive á sombra hospitaleira
Da casinha de sapé.

Novas relíquias de Machado de Assis
… As cinzas de um livro, com que o poeta pôs fecho ao livro, revela as qualidades de forma de todos os versos, mas não me merece a menção das páginas antecedentes: Cinzas de um livro é o contraste de Aninhas; Aninhas me agradam mais, pelo sentimento que inspiram e pelas impressões que deixam no espírito de quem as lê…

Novas relíquias de Machado de Assis -REFLEXO

Olha: vem sobre os olhos
Tua imagem contemplar,
Como as madonas do céu
Vão refletir-se no mar
Pelas noites de verão
Ao transparente luar!

Olha e crê que a mesma imagem
Com mais ardente expressão
Como as madonas no mar
Pelas noites de verão,
Vão refletir-se bem fundo,
Bem fundo — no coração!

 

Leia também a biogafia de Machado de Assis

Novas relíquias de Machado de Assis

Publicado em:Resumos de livros

Você pode gostar também