Menu fechado
Resumo de Livro, recomendamos ler a obra completa Vestibular1

Tu só, Tu, Por Amor de Machado de Assis

 

Tu só, Tu, Por Amor de Machado de Assis

Esta peça, Tu Só, Tu, Por Amor de Machado de Assis, foi escrita para ser encenada nas festas organizadas pelo Gabinete Português de Leitura, no Rio de Janeiro, por ocasião do tricentenário da morte de Luis de Camões.
Tu Só, Tu, Por Amor de Machado de Assis foi impressa, em 01.07.1880, na Revista Brasileira, e no ano seguinte pela editora Lombaerts, em cem exemplares numerados e assinados pelo autor, que se distribuíram por algumas estantes e bibliotecas. O exemplar em questão está dedicado à Joaquim Nabuco.

O teatro foi a mais popular das diversões públicas do século XIX, entusiasmando multidões de todas as classes sociais.
A dramaturgia brasileira no Segundo Reinado tem como figura principal Martins Pena, cujas obras são ainda hoje encenadas e admiradas.

Outros autores que merecem citação são José de Alencar, Joaquim Manuel de Macedo, França Júnior e o jovem Artur Azevedo.
Todos foram muito mais bem-sucedidos na farsa e na comédia de costumes do que no gênero dramático, que muito frequentemente resvalava para o dramalhão lacrimogêneo, ridículo nos dias de hoje.

O teatro “sério” e moderno de Ibsen, Sardou e Dumas Filho era divulgado pelas companhias francesas e portuguesas, que excursionavam pela América do Sul quando era inverno na Europa.
Seu equivalente brasileiro foi muito dificultado pela rigorosa censura imperial.

O grosso da produção brasileira encenada, principalmente a partir da República, era de musicais – as famosas “revistas do ano”, que procuravam reunir num só espetáculo drama, comédia, canto, dança, crítica social e política, e outras variedades, algumas bastante picantes.

Não era um cenário animador do ponto de vista intelectual, embora muito dinâmico empresarialmente.
Para Machado de Assis, o teatro foi sempre uma atividade menor, mas nem por isso menos constante. Foi crítico, foi autor de pareceres para a censura e também autor.

Escreveu peças curtas, nenhuma das quais notável, embora Não consultes médico e Lição de botânica possuam muito da verve e da ironia que caracterizam seu festejado estilo.

Tu Só, Tu, Por Amor de Machado de Assis foi escrita quando o autor já tinha 42 anos, uma encomenda do Real Gabinete Português de Leitura, do Rio de Janeiro, para comemorar o terceiro centenário da morte de Camões.

O manuscrito de Tu Só, Tu, Por Amor de Machado de Assis data de 20 de maio de 1880, tendo a peça sido encenada em 10 de junho do mesmo ano no Teatro Pedro II, com os célebres Furtado Coelho e Lucinda Coelho nos papéis de Camões e Catarina.
No ano seguinte, Machado pagou do seu próprio bolso uma edição de apenas 100 exemplares, na qual baseamos o texto da Biblioteca Virtual.

Tu Só, Tu, Por Amor de Machado de Assis é um drama histórico, com pouca ação e diálogos literários impostados, Tu Só, Tu, Por Amor de Machado de Assis é muito mais uma curiosidade literária do que um marco do teatro nacional.
Gilberto Mendonça Telles, ao prefaciá-la na edição fac-similada editada pela Biblioteca Nacional comemorativa do seu centenário, escreveu: “Incapaz de pôr em cena as caricaturas e baixas paixões que desencadeariam o ridículo e o humor dos ‘homens inferiores’ (…), expressa apenas conflitos psicológicos (…) que perdem bastante o seu interesse quando levados à representação.” É um teatro mais para ser lido do que encenado.

Aproveite e leia a biografia de Machado de Assis

Quer treinar mais para o Vestibular e Enem? Faça os Exercícios específicos por matéria

 

Tu Só, Tu, Por Amor de Machado de Assis

Publicado em:Resumos de livros

Você pode gostar também