Menu fechado
A Circulação do Sangue 2 Biologia Vestibular1

Revisão de Biologia: A Circulação do Sangue 2

Biologia: A Circulação do Sangue 2

Resumão – Revisão da Matéria de Biologia – Revisando seus conhecimentos
Biologia: A Circulação do Sangue 2

Revisão de Biologia: A Circulação do Sangue 2

 

A Circulação do Sangue 2

Os tipos sanguíneos

Existem várias formas de classificar o sangue. A mais utilizada é o sistema ABO. Vamos estuda-lo.
Na espécie humana, existem quatro tipos de sangue: grupo A, grupo B e grupo O.
Cada pessoa pertence a um desses grupos sanguíneos.

Na maioria dos glóbulos vermelhos existem dois tipos de proteínas: o aglutinogênio A e o aglutinogênio B. Assim, o sangue foi classificado de acordo com essas proteínas:
grupo A: possui aglutinogênio A
grupo B: possui aglutinogênio B
grupo AB: possui aglutinogênio A e B
grupo O: não possui aglutinogênio.

No plasma sanguíneo existem outras duas substâncias, chamadas aglutininas. Uma reage com aglutinogênio A, recebendo o nome de aglutinina anti-A; a outra reage com o aglutinogênio B e é chamada de aglutinina anti-B.

As aglutininas não podem ficar junto aos seus respectivos aglutinogênios, isto é, o sangue que tem aglutinogênio A não poderá conter aglutinina anti-A. O que tem aglutinogênio B não poderá conter aglutinina anti-B. Do contrário ocorrerá a aglutinação, ou seja, a união dos glóbulos vermelhos.
Essas características são muito importantes no caso de transfusão de sangue.

A transfusão consiste em fazer passar o sangue de uma pessoa para outra. Geralmente é necessária quando alguém perde muito sangue num acidente, numa cirurgia ou devido a certas doenças que enfraquecem o organismo.

Antes de fazer uma transfusão é necessário conhecer o tipo de sangue do doador e do receptor, pois as transfusões só podem ser feitas com tipos de sangue que combinam. Do contrário, ocorrerá a aglutinação dos glóbulos vermelhos receptor, que poderá causar sua morte.

O aparelho circulatório

Você sabe que o sangue é um material praticamente líquido e que, pôr isso, só pode circular dentro de tubos especiais: os vasos sanguíneos. Esses vasos recebem os nomes de veias, artérias e capilares.
Para poder circular, o sangue é impulsionado pelo coração.
Os vasos sanguíneos e o coração formam o aparelho circulatório.

O coração

O coração apresenta quatro cavidades:
• átrio direito e átrio esquerdo, na parte superior;
• ventrículo direito e ventrículo esquerdo, na parte inferior.

Essas cavidades só se comunicam de cima para baixo, nunca lateralmente, isto é: o átrio direito comunica-se com ventrículo direito e o átrio esquerdo comunica-se com o ventrículo esquerdo. Isto ocorre porque o sangue arterial não pode misturar-se com sangue venoso. No lado esquerdo do coração passa o sangue arterial e no lado direito, o venoso.

As paredes do coração são formadas pôr três camadas:
• pericárdio, membrana que reveste externamente todo o coração;
• miocárdio, camada muscular responsável pelo movimento do coração; situa-se entre o pericárdio e o endocárdio;
• endocárdio, membrana que reveste a superfície interna das cavidades do coração.

O trabalho do coração

Já dissemos que o coração é uma espécie de bomba. Ao trabalhar, ele se contrai e se dilata. Colocando a mão sobre seu coração você sente batidas ritmadas: são os movimentos de contração e dilatação. Esses movimentos recebem o nome deplumarão cardíaca.

A dilatação é chamada diástole: nesse momento, o coração puxa o sangue, enchendo suas cavidades.
A contração é chamada sístole: agora o coração expulsa o sangue de suas cavidades.
Esses movimentos são sincronizados: enquanto os átrios se enchem, os ventrículos se esvaziam e vice-versa.

Os vasos sanguíneos

São os seguintes os vasos sanguíneos que saem do coração ou desembocam nele: veia cava superior e veia cava inferior – São duas veias grandes e grossas que chegam ao coração pelo lado direito e desembocam no átrio direito. Elas trazem sangue venoso de todo o corpo.

Saindo do coração, ramificam-se pôr todos os órgãos, recebendo nomes diferentes: veia renal (nos rins), veia hepática (no fígado) etc.

• veias pulmonares – São quatro veias de calibre médio. Chegam ao coração pelo lado esquerdo, trazendo sangue arterial dos pulmões, desembocam no átrio esquerdo.
• artéria pulmonar – É um vaso grosso que sai do ventrículo direito se ramifica em dois. Transporta sangue venoso do coração para os pulmões.
• artéria aorta – É um vaso grande e grosso. Sai do ventrículo esquerdo e leva sangue arterial a todo o corpo. A partir do coração, se ramifica e se espalha pôr todos os órgãos do corpo, recebendo nomes diferentes: artéria renal (nos rins), artéria hepática (no fígado) etc.

As artérias

Os vasos sanguíneos mais grossos do nosso organismo originam-se no coração. A aorta e a artéria pulmonar ramificam-se, até originar vasos muito finos chamados arteríolas. Estas continuam se ramificando, até atingirem o calibre de um fio de cabelo, formando então os capilares arteriais, que se distribuem em redes, constituindo a rede capilar.

Todas as nossas células estão ligadas a essa rede. É pôr isso que, quando nos cortamos, em qualquer parte do corpo e pôr menor que seja o ferimento sempre sai sangue.

Os inúmeros capilares venosos espalhados pelo nosso corpo, depois de passarem pelos diversos órgãos, juntam-se novamente, formando uma vênula. As vênulas vão se unificando até formarem veias.
Você pode perceber então que as veias originam-se nos órgãos e vão até o coração, enquanto as artérias originam-se no coração e vão até os órgãos.

Como o sangue circula em nosso corpo?

O caminho que o sangue faz em nosso organismo se assemelha a um “circuito fechado”. O sangue venoso entra no coração pelo átrio direito. Daí ele passa para o ventrículo direito. Em seguida, através da artéria pulmonar, vai para os pulmões.
Ali, o sangue libera o gás carbônico trazido dos órgãos do corpo e absorve o oxigênio, tornando-se sangue arterial. Esse fenômeno é chamado hematose.

Dos pulmões, o sangue vai, através das veias pulmonares, para o átrio esquerdo. Depois, através da artéria da artéria aorta, encaminha-se para todo o corpo. Nas células o oxigênio é liberado e o sangue torna a absolver o gás carbônico, tornando-se novamente venoso. E através das duas veias cavas, vai novamente para o átrio direito. A partir desse ponto, e a viagem recomeça.

O movimento do sangue por todo o corpo chama-se circulação. O trajeto do ventrículo direito até o átrio esquerdo é chamado pequena circulação, o percurso do ventrículo esquerdo até o átrio direito é chamado grande circulação.

Continue lendo a Revisão de Biologia: A Circulação do Sangue – parte TRÊS
Voltar a ler a Revisão de Biologia: A Circulação do Sangue – parte UM

Revisão de Biologia: A Circulação do Sangue 2

Publicado em:Biologia,Matérias,Revisão Online

Você pode gostar também