A Cultura Chinesa e As Relações com os EUA - Vestibular1

A Cultura Chinesa e As Relações com os EUA

Revisão de História: A Cultura Chinesa e As Relações com os EUA

 

História: A Cultura Chinesa e As Relações com os EUA

Resumão – Revisão da Matéria de História – Revisando seus conhecimentos
História: A Cultura Chinesa e As Relações com os EUA

Revisão de História: A Cultura Chinesa e As Relações com os EUA

 

A Cultura Chinesa e Made in China

Alguns dias depois de Taiwan anunciar o abandono da política de “uma só China”, em 1999, o governo chinês anunciou que possui a tecnologia para a fabricação da bomba de nêutron, a qual tem um poder explosivo relativamente baixo, mas mata com uma radiação intensa. O anúncio fez com que Taiwan reforçasse a segurança, temendo uma invasão chinesa.

Os EUA, embora reconheçam o governo de Pequim como legítimo, declararam que qualquer tentativa de resolver a questão com Taiwan por meios não pacíficos seria tomada como uma ameaça à paz e à segurança da região do Pacífico ocidental.

Em novembro de 1999, os governos dos EUA e da China assinaram um acordo histórico sobre o acesso deste país à Organização Mundial de Comércio (OMC). Assim, as negociações com a China passariam a ser feitas segundo as regras do comércio internacional.

A China teve de se adaptar à globalização para tentar ser aceita na OMC. O país reduziu suas tarifas de importação e as restrições ao capital estrangeiro. Essa medida beneficiou os países estrangeiros, mas prejudicou os agricultores chineses devido ao aumento das importações de produtos agrícolas, o que deverá provocar um crescente desemprego no campo.

A data para a entrada formal da China na OMC permanecia indefinida quando um incidente em 2001 afetou a relação entre esse país e os Estados Unidos. No dia 1º de abril, um avião espião norte-americano, o EP-3, chocou-se com um caça chinês sobre o Mar do Sul da China, provocando a morte do piloto chinês. Depois do acidente, o EP-3 fez um pouso de emergência, sem autorização, na ilha de Hainan. Os 24 tripulantes norte-americanos foram presos pelo governo chinês.

Os Estados Unidos recusaram-se a assumir a culpa pelo incidente, e a China, esperando um pedido formal de desculpas, manteve em seu poder o avião e os tripulantes.
Depois de 11 dias de crise entre os dois países, a pior desde o massacre da Praça da Paz Celestial, em 1989, o governo norte-americano enviou uma carta dizendo estar muito sentido com o acidente, o que foi interpretado pelos chineses como um pedido de desculpas. Os 24 norte-americanos foram libertados, mas o avião continuou detido para investigações.

Representantes da direita norte-americana, que não ficaram satisfeitos com a atitude do governo, chegaram a pedir que o presidente fosse mais enérgico nas relações com a China, principalmente no que diz respeito à sua admissão na OMC.

Para piorar ainda mais a relação entre os dois países, no final de abril de 2001, os Estados Unidos anunciaram a venda de armas para Taiwan, considerada uma província rebelde pelo governo chinês. A China julgou a decisão norte-americana uma ofensa à sua autoridade e soberania.

 

A Cultura Chinesa e O Ingresso na OMC

Superada a crise com os Estados Unidos, no dia 11 de dezembro de 2001, a China tornou-se o 143º país a integrar a OMC. Com a obrigação de abrir o mercado para produtos e serviços estrangeiros, já em seu primeiro dia como membro da organização, o governo chinês anunciou o acesso de bancos de investimentos de outros países aos seus mercados de capitais e a entrega de licenças para atividades de seguradoras estrangeiras no país.

Como membro da OMC, uma das maiores preocupações da China é resolver o impasse com o Japão, que em abril de 2001 havia imposto obstáculos para a importação de produtos agrícolas, especialmente os chineses, como o junco e o cogumelo shitake.

Revisão de História: A Cultura Chinesa e As Relações com os EUA

Vestibular1

O melhor site para o Enem e de Vestibular é o Vestibular1. Revisão de matérias de qualidade e dicas de estudos especiais para você aproveitar o melhor da vida estudantil. Todo apoio que você precisa em um só lugar!

Deixe uma resposta