Menu fechado
Massacre da Praça da Paz Celestial Revisão de História no Vestibular1

Revisão de História: A Cultura Chinesa e O Massacre da Praça da Paz Celestial

 

História: A Cultura Chinesa e O Massacre da Praça da Paz Celestial

Resumão – Revisão da Matéria de História – Revisando seus conhecimentos
História: A Cultura Chinesa e O Massacre da Praça da Paz Celestial

Revisão de História: A Cultura Chinesa e O Massacre da Praça da Paz Celestial

 

A Cultura Chinesa e O Massacre da Praça da Paz Celestial (1989)

Ao longo da década de 1980, as reformas econômicas e a abertura ao exterior começaram a surtir efeito – alguns indesejáveis para o PCC. A economia da China cresceu a uma taxa média de 9% ao ano ao longo da década de 1980. A província de Guangdong foi a campeã desse crescimento.

Localizada próximo a Hong Kong, ela foi a mais dinâmica do país, ostentando uma taxa de crescimento real de 12,5% ao ano desde 1979. Isso se explica pelo fato dessa província ter avançado mais na internacionalização e na abertura ao exterior, propiciadas pela proximidade de Hong Kong, um dos Tigres Asiáticos. Tanto que o governo chinês assinou um acordo com a Grã-Bretanha para a devolução de Hong Kong à China em 1º de julho de 1997.

No entanto, as reformas econômicas e a abertura ao exterior não foram acompanhadas por reformas políticas e abertura interna, o que criou o seguinte paradoxo: externamente, a China estava cada vez mais aberta e, internamente, cada vez mais fechada.

E, a partir de 1985, com o programa de abertura política (a glasnost) iniciado na URSS pelo secretário-geral do Partido Comunista da União Soviética (PCUS), Mikhail Gorbachev, esse paradoxo se acentuou. Isso fez com que as reivindicações por reforma e abertura política adquirissem força.
Em 1986, ocorreram protestos de estudantes que foram duramente reprimidos pelo governo. Mas o ápice dessas reivindicações ainda estava por vir.

Em maio de 1989, os estudantes começaram uma maratona quase diária de manifestações pela abertura política, tendo como foco a Praça da Paz Celestial (Tiananmen), onde estavam sediados os principais órgãos do governo.

Numa clara demonstração de que não se pretendia realizar uma abertura política, as tropas do Exército de Libertação Popular reprimiram os manifestantes implacavelmente. A isto se seguiu uma onda de repressão contra todo e qualquer sinal de contestação do PCC.

Estude na sequência:
A Cultura Chinesa e Made in China
A Cultura Chinesa e As Relações com os EUA

Revisão de História: A Cultura Chinesa e O Massacre da Praça da Paz Celestial

Publicado em:História,Matérias,Revisão Online

Você pode gostar também