Menu fechado
Baixo consumo de drogas segundo a ONU Vestibular1

Revisão de Atualidades: Baixo consumo de drogas segundo a ONU

 

Atualidades: Baixo consumo de drogas segundo a ONU

Resumão – Revisão da Matéria de Atualidades – Revisando seus conhecimentos
Atualidades: Baixo consumo de drogas segundo a ONU

Revisão de Atualidades: Baixo consumo de drogas segundo a ONU

 

Baixo consumo de drogas segundo a ONU

Relatório da ONU mostra que o Brasil tem baixo consumo de drogas

Brasília – No ranking mundial do consumo de entorpecentes, o Brasil está entre os países de baixo consumo, segundo mostra o Relatório Mundial sobre Drogas divulgado pelo Escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime (UNODC). Os maiores consumidores são os países da Europa e os Estados Unidos.

O relatório mostra que a maconha – droga mais consumida em todo o mundo – é usada, no Brasil, por 1% da população. Na Argentina, por exemplo, a maconha é consumida por 3,7% das pessoas. Na Espanha, o índice é de 9,7%, no Reino Unido de 10,6%; e nos Estados Unidos, de 11%.

O representante do UNODC no Brasil, Giovanni Quaglia, disse que o mercado dos países desenvolvidos está saturado e que os países em desenvolvimento, em especial da América Latina, vão se transformar no próximo mercado dos traficantes. Por isso, ele defendeu que os governos desses países invistam em prevenção.

“Hoje é o momento ideal para fazer um bom trabalho de prevenção, que inclui o tratamento e a reinserção social dos usuários de drogas. Os dados de consumo são relativamente pequenos e se não se investe nessa área, daqui a um ano vai ficar muito custoso fazer esse trabalho de tratamento”, alertou Quaglia.

Segundo ele, as ações preventivas no combate às drogas custam, em média, US$ 5 a menos do que os programas de repressão. “É um excelente investimento se feito na hora certa”, disse.
Cecília Jorge (Fonte: Agência Brasil)

Em junho de 2011, a auto-nomeada “Global Commission on Drug Policy” divulgou um relatório crítico sobre a guerra às drogas, ao declarar: “A guerra global contra as drogas fracassou, com consequências devastadoras para indivíduos e sociedades ao redor do mundo.

A política antidrogas é um movimento global de combate às drogas. Essencialmente consiste numa reflexão de autoridades governamentais que vêm orientar a formulação de planos e programas de ação para reduzir o consumo de drogas e sobretudo os efeitos prejudiciais de sua utilização.

Existem também um meio de política antidrogas que podemos encontrar no ato de recuperação da dependência com casas de recuperação apoiadas pelo governo ou construção de um rede própria de serviços, no caso do Brasil os CAPS – AD – Centro de Atenção Psicossocial para Álcool e Drogas.

O Conselho Nacional de Políticas Sobre Drogas (CONAD) é o órgão máximo brasileiro que regulamenta e pesquisa o uso de substâncias químicas e determina quais são drogas e quais não são e sua classificação. Este conselho também realiza campanhas de esclarecimento quanto às drogas e projetos como o de dano mínimo.

Revisão de Atualidades: Baixo consumo de drogas segundo a ONU

Publicado em:Atualidades,Matérias,Revisão Online

Você pode gostar também