Menu fechado
Climas que ocorrem no Brasil Revisão de Geografia por Vestibular1

Revisão de Geografia: Climas que ocorrem no Brasil

 

Geografia: Climas que ocorrem no Brasil

Resumão – Revisão da Matéria de Geografia – Revisando seus conhecimentos
Geografia: Climas que ocorrem no Brasil

Revisão de Geografia: Climas que ocorrem no Brasil

 

Climas que ocorrem no Brasil

Climas que ocorrem no Brasil – Climas Controlados por Massas de Ar Equatoriais e Tropicais

• Equatorial Úmido (Convergência dos Alísios)
• Tropical (Inverno seco e verão úmido)
• Tropical Semiárido (Tendendo a seco pela irregularidade da ação das massas de ar)
• Litorâneo Úmido (Influenciado pela Massa Tropical Marítima)
• Climas Controlados por Massas de Ar Tropicais e Polares
• Subtropical Úmido (Costas orientais e subtropicais, com predomínio da Massa Tropical Marítima)

O Brasil, pelas suas dimensões continentais, possui uma diversificação climática bem ampla, influenciada pela sua configuração geográfica, sua significativa extensão costeira, seu relevo e a dinâmica das massas de ar sobre seu território. Esse último fator assume grande importância, pois atua diretamente sobre as temperaturas e os índices pluviométricos nas diferentes regiões do país.

Em especial, as massas de ar que interferem mais diretamente no Brasil, segundo o Anuário Estatístico do Brasil, do IBGE, são a Equatorial, tanto Continental como Atlântica; a Tropical, também Continental e Atlântica; e a Polar Atlântica, proporcionando as diferenciações climáticas.

Nessa direção, são verificados no país desde climas superúmidos quentes, provenientes das massas Equatoriais, como é o caso de grande parte da região Amazônica, até climas semiáridos muito fortes, próprios do sertão nordestino.
O clima de uma dada região é condicionado por diversos fatores, dentre eles pode-se citar temperatura, chuvas, umidade do ar, ventos e pressão atmosférica, os quais, por sua vez, são condicionados por fatores como altitude, latitude, condições de relevo, vegetação e continentalidade.

De acordo com a classificação climática de Arthur Strahler, predominam no Brasil cinco grandes climas, a saber:
• clima equatorial úmido da convergência dos alísios, que engloba a Amazônia;
• clima tropical alternadamente úmido e seco, englobando grande parte da área central do país e litoral do meio-norte;
• clima tropical tendendo a ser seco pela irregularidade da ação das massas de ar, englobando o sertão nordestino e vale médio do rio São Francisco; e
• clima litorâneo úmido exposto às massas tropicais marítimas, englobando estreita faixa do litoral leste e nordeste;
• clima subtropical úmido das costas orientais e subtropicais, dominado largamente por massa tropical marítima, englobando a Região Sul do Brasil.

Quanto aos aspectos térmicos também ocorrem grandes variações. Como pode ser observado no mapa das médias anuais de temperatura a seguir, a Região Norte e parte do interior da Região Nordeste apresentam temperaturas médias anuais superiores a 25oC, enquanto na Região Sul do país e parte da Sudeste as temperaturas médias anuais ficam abaixo de 20oC.

De acordo com dados da FIBGE, temperaturas máximas absolutas, acima de 40oC, são observadas em terras baixas interioranas da Região Nordeste; nas depressões, vales e baixadas do Sudeste; no Pantanal e áreas rebaixadas do Centro-Oeste; e nas depressões centrais e no vale do rio Uruguai, na Região Sul. Já as temperaturas mínimas absolutas, com frequentes valores negativos, são observadas nos cumes serranos do sudeste e em grande parte da Região Sul, onde são acompanhadas de geadas e neve.

 

Para uma caracterização mais detalhada, veja as regiões abaixo.

Climas que ocorrem no Brasil – Região Norte
A região Norte do Brasil compreende grande parte da denominada região Amazônica, representando a maior extensão de floresta quente e úmida do planeta. A região é cortada, de um extremo a outro, pelo Equador e caracteriza-se por baixas altitudes (0 a 200 m).

São quatro os principais sistemas de circulação atmosférica que atuam na região, a saber:
• sistema de ventos de Nordeste (NE) a Leste (E) dos anticiclones subtropicais do Atlântico Sul e dos Açores, geralmente acompanhados de tempo estável;
• sistema de ventos de Oeste (O) da massa equatorial continental (mEc);
• sistema de ventos de Norte (N) da Convergência Intertropical (CIT);
• e sistema de ventos de Sul (S) do anticiclone Polar. Estes três últimos sistemas são responsáveis por instabilidade e chuvas na área.

Quanto ao regime térmico, o clima é quente, com temperaturas médias anuais variando entre 24o e 26oC.

Com relação à pluviosidade não há uma homogeneidade espacial como acontece com a temperatura. Na foz do rio Amazonas, no litoral do Pará e no setor ocidental da região, o total pluviométrico anual, em geral, excede a 3.000 mm. Na direção NO-SE, de Roraima a leste do Pará, tem-se o corredor menos chuvoso, com totais anuais da ordem de 1.500 a 1.700 mm.

O período chuvoso da região ocorre nos meses de verão – outono, a exceção de Roraima e da parte norte do Amazonas, onde o máximo pluviométrico se dá no inverno, por influência do regime do hemisfério Norte.

Continuar lendo Revisão de Geografia: Climas que ocorrem no Brasil – parte DOIS

Revisão de Geografia: Climas que ocorrem no Brasil

Publicado em:Geografia,Matérias,Revisão Online

Você pode gostar também