Menu fechado
Conceitos Tabela Periódica parte 2 Vestibular1

Revisão de Química: Conceitos Tabela Periódica parte Dois

 

Química: Conceitos Tabela Periódica parte Dois

Resumão – Revisão da Matéria de Química – Revisando seus conhecimentos
Química: Conceitos Tabela Periódica parte Dois

Revisão de Química: Conceitos Tabela Periódica parte Dois

 

Conceitos Tabela Periódica parte Dois

 
Resumo Conceitos Tabela Periódica
C – O Número Atômico (Z)
O número atômico dos elementos é determinado pelo número de prótons do núcleo: Z= p+
p+ = corresponde ao número de prótons.
O número atômico do átomo de sódio é 11, vale dizer que um átomo de sódio tem 11 prótons.

D – Número de massa (A)
A= p+  n °

O número de massa do elemento é encontrado pela soma do número de prótons do núcleo com o número de nêutrons. Esse número relaciona-se diretamente com a massa total, pois a massa total do elétron é desprezível (1/1.836).

O átomo isolado é neutro, pois o número de elétrons e prótons se igualam quando não há ligação atômica.
O número de nêutrons calcula-se pela diferença entre o número de massa e o número atômico.
A = p+ n ° A = Z + n°
Portanto: n = A – Z / Z = p

E – Elemento químico

Lavoisier conseguiu descobrir que a água era constituída por hidrogênio e oxigênio, sendo esses impossíveis de serem desdobrados.
Esses constituintes químicos fundamentais das substâncias foram chamados de elementos químicos, formados por átomos de mesmo número atômico (Z).

Então é pelo (Z) que se identifica o elemento químico. O número atômico 26, por exemplo, indica que o átomo possui 26 prótons em seu núcleo. Essa é a característica do elemento Ferro.
Z = 1 átomo de um só próton em seu núcleo, o que é o próprio hidrogênio.

1- Cada elemento químico possui um símbolo, representado por uma letra que é sempre a letra de forma. A primeira letra será maiúscula. A segunda letra (se houver) será minúscula. São normalmente as letras iniciais dos elementos químicos.
O Z e o A do elemento químico são indicados da seguinte forma: 

2 – Alguns símbolos são derivados do nome, em latim, do elemento. Exemplo: Sódio – natrium símbolo: Na.
Prata – argentum – símbolo: Ag.

3 – Representações do elemento químico. Exemplo e revisão.

Correspondente ao sódio (natrium – Na) com número atômico (Z) = 11 e o número de massa (A) = 23.
Logo, o átomo do elemento químico sódio, que possui Z = 11 e A = 23 tem:
– número de prótons do núcleo (p) p=Z=11.

– número de elétrons do átomo isolado (fora da ligação atômica) e = p = 11, no estado fundamental.

– número de nêutrons do núcleo:
n = A – Z, ou seja : 23 – 11=12

F – Isótopos, Isóbaros E Isótonos
1 Isótopos São átomos de um mesmo elemento que apresentam mesmo número atômico e diferentes números de massa, pois têm diferentes números de nêutrons.
O hidrogênio é um elemento que apresenta três isótopos, que são os únicos a receberem nomes especiais.
São isótopos do hidrogênio:
o prótio é  o deutério é  o trítio é

a – Composições:
prótio – 1 p, 1 e / deutério – 1p, 1e, 1n / trítio – 1 p, 1e e 2n

A ocorrência dos isótopos do hidrogênio dá-se nas seguintes porcentagens em relação à massa:  = 99,98%;  = 0,02%;  = 10-7;
Essa ocorrência é constante, isto é, o hidrogênio de qualquer substância sempre terá essas proporções.
A mesma coisa se dá em relação a qualquer outro elemento.

O oxigênio terá em seus compostos três isótopos nas seguintes proporções:
= 99,76% ; = 0,04%0 ;  = 0,20%
p = 8 p = 8 p = 8
n = 8 n = 9 n = 10
e = 8 e = 8 e = 8

b – Nomenclatura dos isótopos:
À exceção do hidrogênio que, como foi visto, possui isótopos com especiais denominações, escreve-se à frente de seu nome, o seu número de massa:
 – oxigênio 16
– flúor19

Há elementos de um único isótopo: flúor 19 é 
As propriedades químicas dos isótopos são semelhantes, pela existência do mesmo número de elétrons.

2 – Isóbaros – São aqueles átomo onde os números atômicos diferem, porém, há um mesmo número de massa. São átomos de diferentes elementos, por isso suas propriedades não se assemelham.
Exemplo: cálcio e potássio

3 – Isótonos – Átomos de mesmo número de nêutrons e possuidores de diferentes números atômicos.
Exemplo: flúor e neônio

9 ≠ 10

Entretanto: 19 – 9 = 10 n
20 -10 = 10 n

IV -Classificação periódica dos elementos

Introdução

Foi elaborada observando-se, na linha vertical, as famílias ou grupos e, nas filas horizontais, os períodos.
As famílias apresentam, cada qual, elementos com semelhanças nas propriedades químicas. São em número de 18, das quais algumas recebem especial denominação.
Família: 1A – Alcalinos, 2A – Alcalinos Terrosos, 6A – Calcogênios, 7A – Halogênios e 8A ou Zero – Gases Nobres

As restantes do grupo A, serão chamadas pelo nome de seu primeiro elemento.
Exemplo:
4A – família do Carbono
5A – família do Nitrogênio

V – A organização da tabela periódica
Segue disposição que respeita ordem de número atômico permitindo que se prevejam propriedades dos elementos, que se repetem de período em período, daí a expressão “periódica”.
Num primeiro momento já podemos, pela tabela, classificar os elementos.
– gases nobres – Família Zero ou 8A.

– não metais – F 7A, 6A (à exceção do telúrio e do polônio). F 5A

– são não metais o nitrogênio e o fósforo – e na F 4A, – o carbono.

– semi metais – espécie de transição entre metais e não metais. Estão nas famílias:
3A – Boro. 4A – Silício, Germânio.
5A – Arsênio, Antimônio. 6A – Telúrio, Polônio.

metais – todos os demais elementos da tabela à exceção do hidrogênio que não se enquadra nessa classificação.

Voltar a ler Revisão de Química: Conceitos Tabela Periódica parte UM

Leia também: Localização e Classificação do Elemento Químico

Revisão de Química: Conceitos Tabela Periódica parte Dois
Resumo Conceitos Tabela Periódica

Publicado em:Matérias,Química,Revisão Online

Você pode gostar também