Corpo Humano parte Dois - Vestibular1

Corpo Humano parte Dois

Revisão de Biologia: Corpo Humano parte Dois

 

Biologia: Corpo Humano parte Dois

Resumão – Revisão da Matéria de Biologia – Revisando seus conhecimentos
Biologia: Corpo Humano parte Dois

Revisão de Biologia: Corpo Humano parte Dois

 

Corpo Humano parte Dois

Sistema endócrino

É formado pelas glândulas endócrinas e estruturas constituídas de células secretoras. Podem aparecer como minúsculos fragmentos de tecido endócrino em outros órgãos (como as células foliculares no ovário) ou formar um único órgão visível a olho nu.

Glândulas endócrinas – São a hipófise, a tireoide, as paratireoides, as supra-renais, o pâncreas, os ovários e os testículos. Produzem hormônio e atuam na regulação química do organismo. O fígado, apesar de não produzir hormônio, secreta substâncias diretamente no sangue, sendo, por isso, considerado órgão endócrino. A principal característica das glândulas endócrinas é produzir substâncias que vão atuar longe delas.

Hormônios – Atuam como reguladores químicos, desencadeando, inibindo, ativando ou mantendo, em conjunto com o sistema nervoso, determinadas funções, como crescimento, ciclos reprodutores e estabilidade metabólica.

Doenças relacionadas: bócio, hipertireoidismo, diabete.

 

Sistema respiratório

Sua função principal é obter oxigênio e eliminar gás carbônico (dióxido de carbono). O sistema envolve o funcionamento pelas narinas (nariz), traqueia, laringe, pulmões e diafragma.

Narinas – Têm a função de conduzir, aquecer, umedecer e filtrar o ar. A entrada de ar também pode ser complementada pela boca. Do nariz ou da boca o ar passa pela garganta (faringe). A caixa craniana contém cavidades (seios da face) que estão cheias de ar.

Traqueia – Depois de passar pela garganta, o ar entra na traqueia, tubo subdividido em dois brônquios que levam o ar até o pulmão. Uma lâmina chamada epiglote fecha o orifício superior do tubo quando a pessoa come ou bebe e abre-se apenas para a passagem do ar.

Laringe – Órgão responsável pela voz. Localizada na parte superior da traqueia, a laringe constitui-se de duas membranas que se estiram quando o ar é expelido, formando o som.

Pulmões – Principais órgãos do sistema respiratório. São duas grandes massas esponjosas localizadas no tórax e protegidas pelas costelas. O ar chega aos pulmões através de bronquíolos (ramificações dos brônquios). Estes carregam de ar os alvéolos pulmonares (microscópicos “sacos de ar” de paredes finíssimas).
Nos alvéolos, o ar inspirado irá oxigenar o sangue e receber deste o gás carbônico produzido por todas as células do organismo. Os pulmões possuem cerca de 300 milhões de alvéolos.

Diafragma – É o músculo responsável, junto com os músculos das costelas, pelo movimento constante dos pulmões, o que permite a entrada e a saída de ar. Está localizado na base dos pulmões, acima do abdômen. Quando o diafragma se expande (inspiração), o ar é sugado através das narinas e da boca. Quando ele se contrai, o ar é expulso (expiração), eliminando o gás carbônico no ar expirado.

Doenças relacionadas: pneumonia, tuberculose, bronquite.

 

Sistema digestivo

É constituído pelo tubo digestivo, formado em disposição contínua pela boca, faringe, esôfago, estômago, intestino delgado (duodeno, jejuno e íleo), intestino grosso, reto e ânus. Sua função é preparar os alimentos e absorver seus nutrientes. As principais glândulas que se ligam a esse sistema são as salivares, o fígado e o pâncreas.

Processo de digestão – Começa na boca, onde dentes e língua trituram os alimentos, misturando-os com a saliva. No estômago, o suco gástrico desintegra as fibras dos alimentos e prepara o bolo alimentar que no intestino delgado sofre ação do suco pancreático e da bile.

No intestino delgado ocorre ainda grande parte da absorção dos nutrientes. No intestino grosso, a água, os minerais e algumas vitaminas são absorvidos. Pela veia porta, esses nutrientes chegam ao fígado, onde são armazenados ou, após metabolismo, enviados à corrente sanguínea.

A defecação é a última etapa do processo e ocorre quando as fezes são expulsas através do ânus, que contém o esfíncter (anel musculoso), terminal do tubo digestivo que controla voluntariamente esse ato.

Doenças relacionadas: gastrite, úlcera péptica, cirrose hepática, hepatite, hemorroidas.

 

Sistema urinário

Formado pelos órgãos urinários (rins, ureteres, bexiga e uretra), sua função é produzir e eliminar a urina, que contém produtos do metabolismo desnecessários ao organismo.

Rins – Processam o plasma sanguíneo e mantêm o volume hídrico do corpo, excretando os líquidos excedentes.

Ureteres – São tubos fibromusculares que conduzem a urina para a bexiga, de onde a urina é drenada para fora do corpo pela uretra, canal que atinge cerca de 20 cm no homem adulto e 4 cm na mulher adulta.

Doenças relacionadas: nefrite, infecções do trato urinário (pielonefrite, cistite), cálculos renais.

 

Sistema reprodutor masculino

Os espermatozoides (células reprodutoras) e a testosterona (hormônio sexual masculino) são produzidos por ação dos testículos, as duas glândulas sexuais que se alojam no escroto. A testosterona aparece em abundância na puberdade e provoca o crescimento dos órgãos sexuais, o fortalecimento de ossos e músculos, o alargamento das cordas vocais (engrossamento da voz) e o surgimento dos pelos no corpo.

O desenvolvimento das células do esperma requer uma temperatura de cerca de 35 graus centígrados, atingida pelo fato de estas células estarem no escroto, separadas das partes mais quentes do corpo. O duto deferente, que percorre a cavidade pélvica e atravessa a parede abdominal, conduz os espermatozoides para a uretra, que desemboca no duto ejaculador.

Nessa fase, as secreções da glândula prostática (ou próstata) e das vesículas seminais são adicionadas ao espermatozoide, formando o sêmen (ou esperma). A uretra atravessa duas estruturas diferentes: a próstata, a camada fibromuscular (diafragma urogenital) e, na sua porção distal, é envolvida pelo corpo esponjoso do pênis.

 

Sistema reprodutor feminino

É formado pela vulva, vagina, útero, ovários e mamas. A vulva é o conjunto dos órgãos genitais externos da mulher. A vagina é um canal com revestimento fibromuscular, pelo qual escoa a menstruação. Também recebe o sêmen e, no parto, leva o bebê do útero ao exterior.

O útero é dividido em duas partes: o colo, localizado no alto da vagina; e o corpo, no interior da pélvis, que dá origem à menstruação e abriga o feto. O ovário produz os óvulos e secreta os hormônios estrógeno e progesterona.
O estrógeno é responsável pelo desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários (crescimento da mama, alargamento dos quadris, aparecimento de pelos pubianos).

Voltar a ler Revisão de Biologia: Corpo Humano – parte UM

Revisão de Biologia: Corpo Humano parte Dois

Vestibular1

O melhor site para o Enem e de Vestibular é o Vestibular1. Revisão de matérias de qualidade e dicas de estudos especiais para você aproveitar o melhor da vida estudantil. Todo apoio que você precisa em um só lugar!

Deixe uma resposta