Menu fechado
Invertebrados Filo dos Artrópodes Vestibular1

Invertebrados Filo dos Artrópodes

 

Revisão de Biologia: Invertebrados Filo dos Artrópodes

Resumão – Revisão da Matéria de Biologia – Revisando seus conhecimentos
Biologia: Invertebrados Filo dos Artrópodes

 

Invertebrados Filo dos Artrópodes

Características dos filos:
Reprodução;
Respiração;
Exemplos;
Estrutura;

 

Invertebrados Filo dos Artrópodes

Contém a maioria dos animais conhecidos, aproximadamente 1.000.000 de espécies, sendo muitas delas extremamente abundantes em número de indivíduos. O filo é um dos mais importantes ecologicamente, pois domina os ecossistemas terrestres e aquáticos em número de espécies ou indivíduos ou em ambos.

O corpo é segmentado externamente em graus diversos e as extremidades pares são articuladas, sendo diferentes em forma e função. São revestidos por um exoesqueleto de quitina.
Seu sistema nervoso, olhos e outros órgãos sensitivos são proporcionalmente grandes e bem desenvolvidos.

Este é o único grande filo de invertebrados com membros adaptados à vida terrestre, independente de ambientes úmidos, além de que os insetos são os únicos invertebrados capazes de voar.

As diversas espécies são adaptadas à vida no ar, na terra, no solo e em água doce, salobra e salgada. Sua simetria é bilateral, apresentam sistema circulatório lacunar, respiram por brânquias, traqueias, pulmões ou pela superfície do corpo.

Têm glândulas especiais de excreção e sistema nervoso com gânglios dorsais. Os sexos são geralmente separados em macho e fêmea e a fecundação é geralmente interna, podem ser ovíparos e ovovivíparos, geralmente apresentam estágio de larva e sofrem metamorfose.

A maioria dos zoólogos acredita que os artrópodes provavelmente surgiram de algum grupo primitivo de poliquetas. Há cinco principais classes de artrópodes, que estudaremos em seguida.

• Insetos: Maior classe dos artrópodes com mais de 700 mil espécies. Apresentam um esqueleto externo (exoesqueleto) de quitina, sofrem mudas (troca de esqueleto) conforme o crescimento tem o corpo dividido em: cabeça, tórax e abdome e ainda 6 patas.
Possuem um par de antenas, há dois pares de asas, mas espécies com um par ou ainda sem asas. Sofre metamorfose, após a cópula e a fecundação, a fêmea deposita os ovos que se transformam em larvas, depois em pupas e no final na forma adulta do inseto.

Sua respiração é traqueal, sendo esta ramificada pelo corpo. Seu aparelho circulatório é lacunoso (coração e câmaras). Seu aparelho bucal pode ser mastigador ou triturador, sugador, picador e lambedor.
Eles têm grande importância ecológica e podem estar relacionados com a transmissão de doenças. Exemplos de insetos: pulga, mosca, barata, borboleta, abelha, besouro, formiga e pernilongo.

• Aracnídeos: São artrópodes quelicerados e com um par de palpos. Seu corpo é dividido em cefalotórax e abdome, além dos 4 pares de pernas. Não apresentam asas e antenas.
Seu desenvolvimento é direto, a maioria é peçonhenta e alguns são parasitas. Sua respiração é filotraqueal.
São exemplos de aracnídeos: as aranhas, os escorpiões e os ácaros.

• Crustáceos: São artrópodes geralmente aquáticos. Apresentam o corpo dividido em cefalotórax e abdome, este fica protegido por uma crosta de quitina e calcário que forma o exoesqueleto. Os micro crustáceos são de grande importância ecológica, pois formam o plâncton.
Apresentam dois pares de antenas e vários pares de pernas, sendo algumas modificadas em forma de remos (birremes).
Sofrem metamorfose, pois as fêmeas depositam seus ovos após a fecundação que irão se transformar em larvas e mudar até atingir a fase adulta.
São exemplos de crustáceos: paguro, camarão, lagosta, lepa, siri e caranguejo.

• Diplópodes e Quilópodes: São animais de corpo alongado e segmentado, isto é, dividido em segmentos ou anéis. Apresentam vários pares de patas e um par de antenas.
Os quilópodes apresentam um par de patas por anel ou segmento, são animais mais velozes e apresentam forcípulas, um exemplo é a lacraia.
Os diplópodes apresentam dois pares de pata por anel ou segmento, sua antena é menor e conseguem se enrolar, um exemplo é o piolho de cobra.

 

Resumo Invertebrados Filo dos Artrópodes

Diagnose de um artrópode: animal de patas articuladas e exoesqueleto quitinoso; corpo metamerizado; triblástico, celomado; sistema digestivo completo; simetria bilateral.
Principais classes do filo:
• Crustáceos: dotados cefalotórax e abdome; dois pares de antenas e cinco pares de patas locomotoras.
• Insetos: corpo dividido em cabeça tórax e abdome; um par de antenas; três pares de patas locomotoras no tórax; sem apêndice abdominal;
• Aracnídeos: corpo dividido em cefalotórax e abdome; sem antena; quatro pares de patas locomotoras no cefalotórax; sem apêndice abdominal.
Habitat:
• Crustáceos: animais de vida livre, a maioria vive nos ambientes aquáticos, de água doce e salgada; poucas formas terrestres, que precisam de muita umidade.
• Insetos: vive em todos os ambientes, estando ausente apenas no mar, são os únicos invertebrados capazes de voar.
• Aracnídeos: a maioria terrestre, com poucos representantes aquáticos.
Exemplos
• Crustáceos: camarão, lagosta, siri azul etc.
• Insetos: mosca domestica pernilongo e pulga etc.
• Aracnídeos: aranha, escorpião.
Reprodução:
• Crustáceos: sexuada; espécies dioicas, com copula; a fecundação ocorre externamente; o desenvolvimento pode ser direto ou apresentar diversos tipos de larvas.
• Insetos: sexuada espécie dioica; com copula; a fecundação ocorre internamente; o desenvolvimento pode ser direto, indireto com metamorfose gradual ou indireto com metamorfose completa.
• Aracnídeos: sexuada espécie dioica; com copula a fecundação ocorre internamente.

Continue estudando os Invertebrados:
Invertebrados Filo dos Poríferos
Invertebrados Filo dos Celenterados
Invertebrados Filo dos Platelmintos
Invertebrados Filo dos Nematelmintos
Invertebrados Filo dos Anelídeos
Invertebrados Filo dos Moluscos
Invertebrados Filo dos Equinodermos

Revisão de Biologia: Invertebrados Filo dos Artrópodes

Publicado em:Biologia

Você pode gostar também