Menu fechado
Invertebrados Filo dos Celenterados Vestibular1

Invertebrados Filo dos Celenterados

 

Revisão de Biologia: Invertebrados Filo dos Celenterados

Resumão – Revisão da Matéria de Biologia – Revisando seus conhecimentos
Biologia: Invertebrados Filo dos Celenterados

 

Invertebrados Filo dos Celenterados

Características dos filos:
Reprodução;
Respiração;
Exemplos;
Estrutura;

São animais mais desenvolvidos que os poríferos, embora também sejam simples. O nome Cnidária é dado porque os animais desse filo possuem em seu corpo Cnidoblastos ou células urticantes. Os representantes desse filo são as águas-vivas e as anêmonas do mar.

Os Celenterados apresentam-se em duas formas corporais básicas: Pólipo (forma polipoide) e Medusa (forma medusoide). Os pólipos são sempre fixos a um substrato, ao passo que as medusas são formas livres natantes.
Apesar de se diferirem em forma, os pólipos e as medusas têm a mesma organização estrutural: o corpo é formado por uma parede que delimita uma cavidade interna, a cavidade gastrovascular.

Esta se abre para o exterior através da boca, que serve tanto para a entrada de alimentos como para a saída de resíduos da digestão e do metabolismo (Sistema digestivo incompleto). A maioria dos celenterados possui, em torno da boca, um conjunto de tentáculos, utilizados na captura de alimento e na defesa.

A parede corpórea é formada: externamente por uma camada epidérmica com função protetora e sensitiva; internamente por uma camada, a gastroderme, que tem função digestora e onde se situam as células que promovem a digestão intracelular, no interior de vacúolos.

Entre a camada epidérmica e a gastroderme existe a mesogleia, estrutura gelatinosa que serve de apoio para o corpo. E entre a mesogleia e a epiderme existem células nervosas que, em conexão funcional com outras células, determinam o surgimento de um mecanismo sensitivo-neuromotor.

Como já foi dito às células que caracterizam os celenterados são os cnidócitos, que promovem a defesa do animal e contribuem para a captura do alimento, através de substancias urticantes.

Invertebrados Filo dos Celenterados
Classe Características Exemplos
Hydrozoa Pólipos Hydra (dulcícolas) Obelia (colonial)
Physalia Caravelas coloniais
Scyphozoa Medusas Aurelia Tamoya
Anthozoa Polipoides Actínia Corais

O Quadro Acima nos mostra os subfilos existentes dentro do filo dos celenterados

A reprodução dos celenterados pode ser: assexuada (brotamento) ou sexuada. É comum a ocorrência de metagênese ou alternância de gerações. No caso da alternância de gerações: a fase sexuada é representada pela forma medusoide; a fase assexuada, pela polipoide.

 

Resumo Invertebrados Filo dos Celenterados

Diagnose de um celenterado: animal com forma de pólipo ou medusa; formado por duas camadas celulares; sistema digestivo incompleto apresenta células urticantes, os cnidoblastos; existem espécies que há alternância de gerações de pólipos ou de medusas.
Habitat: Ambientes aquáticos, a maioria marinha.
Exemplos: Caravela, Medusa marinha, hydra.
Sistema digestivo: presente, incompleto (digestão extra ou intracelular).
Sistema circulatório: ausente (o alimento é distribuído diretamente na cavidade gastrovascular)
Sistema Respiratório: ausente (trocas gasosas por simples difusão)
Sistema excretor: ausente (excreções lançadas, por simples difusão).
Sistema nervoso: presente (formado por uma rede difusa no corpo)
Reprodução: alguns pólipos têm reprodução assexuada por brotamento; algumas espécies têm ciclos de vida com alternância de gerações sexuadas e assexuadas.

Continue estudando os Invertebrados:
Invertebrados Filo dos Poríferos
Invertebrados Filo dos Platelmintos
Invertebrados Filo dos Nematelmintos
Invertebrados Filo dos Anelídeos
Invertebrados Filo dos Moluscos
Invertebrados Filo dos Artrópodes
Invertebrados Filo dos Equinodermos

Revisão de Biologia: Invertebrados Filo dos Celenterados

Publicado em:Biologia

Você pode gostar também