Menu fechado
Invertebrados Filo dos Platelmintos Vestibular1

Invertebrados Filo dos Platelmintos

 

Revisão de Biologia: Invertebrados Filo dos Platelmintos

Resumão – Revisão da Matéria de Biologia – Revisando seus conhecimentos
Biologia: Invertebrados Filo dos Platelmintos

 

Invertebrados Filo dos Platelmintos

Características dos filos:
Reprodução;
Respiração;
Exemplos;
Estrutura;

 

Invertebrados Filo dos Platelmintos

São vermes de corpo achatado. Desprovidos de patas e corpo alongado. Existem platelmintos de vida livre e também parasita. Os de vida livre não vivem à custa de outros seres vivos como os parasitas, que se alojam em hospedeiros para cumprir seus ciclos de vida. As planárias vivem na água doce, no fundo de lagos, sob as pedras ou da folhagem.

Sua boca fica na região ventral e ela parece vesga. Ela é muito utilizada em experimentos. Já os parasitas podem causar doenças comuns como a esquistossomose e a teníase que são transmitidas respectivamente através do contato direto da larva com a pele ou pela ingestão de carne crua contaminada. São também conhecidos como vermes.
Ex: Planária, Esquistossomo e Solitária.

Os vermes mais inferiores são os platelmintos, os quais têm o corpo mole e fino. O filo inclui três classes: os Turbelários ou platelmintos de vida livre, a maioria dos quais habita a água doce ou salgada ou mesmo lugares úmidos na terra; os Trematodos, parasitas externos ou internos; e os Cestoda ou tênias, cujos vermes adultos são parasitas intestinais de vertebrados.

Trematodos e tênias são parasitas importantes para o homem, rebanhos e animais silvestres, alguns causando moléstias sérias ou mesmo a morte destes hospedeiros. Os únicos platelmintos de vida livre são encontrados entre os turbelários, que apresentam a epiderme ciliada delicada enquanto os trematodos e as tênias são revestidos com uma cutícula resistente à digestão e têm ventosas e ganchos para a fixação nos seus hospedeiros. Aqueles que vivem internamente não apresentam órgãos sensoriais.

 

Resumo Invertebrados Filo dos Platelmintos

Diagnose de um platelminto: animal de corpo achatado, formado por três tecidos embrionários, corpo sem cavidade (acelomado) preenchido por mesênquima; sistema digestivo incompleto, simetria bilateral.
Habitat: terrestres e aquáticos, de água doce ou salgada, formas parasitas vivem no interior de diversos tipos de hospedeiros.
Exemplos: Planaria de água doce, a tênia.
Sistema digestivo: Presente, incompleto (intestino muito ramificado, com digestão intra e extracelularmente).
Sistema circulatório: ausente (alimento distribuído pelo intestino muito ramificado)
Sistema respiratório: ausente (trocas gasosas por simples difusão)
Sistema excretor: presente (poros excretores na superfície dorsal do corpo)
Sistema nervoso: presente (um par de gânglios cerebrais, ligados a dois cordões nervosos longitudinais).
Reprodução: em algumas planarias pode haver reprodução assexuada por fragmentação; as planarias são monoicas com o desenvolvimento direto, sem estagio larval; outras espécies são dioicas; muitos representantes desse filo são parasitas, alguns com diversos estágios intermediários.

Continue estudando os Invertebrados:
Invertebrados Filo dos Poríferos
Invertebrados Filo dos Celenterados
Invertebrados Filo dos Nematelmintos
Invertebrados Filo dos Anelídeos
Invertebrados Filo dos Moluscos
Invertebrados Filo dos Artrópodes
Invertebrados Filo dos Equinodermos

Revisão de Biologia: Invertebrados Filo dos Platelmintos

Publicado em:Biologia

Você pode gostar também