Menu fechado
O Início do Império Chinês Revisão de História em Vestibular1

Revisão de História: A Cultura Chinesa e O Início do Império Chinês

 

História: A Cultura Chinesa e O Início do Império Chinês

Resumão – Revisão da Matéria de História – Revisando seus conhecimentos
História: A Cultura Chinesa e O Início do Império Chinês

Revisão de História: A Cultura Chinesa e O Início do Império Chinês

 

A Cultura Chinesa e O Início do Império Chinês

A dinastia Han, que começou em 202 a.C., substituiu a dinastia Tsin. Os han governaram nos 400 anos seguintes, com algumas interrupções. No primeiro período da dinastia, os guerreiros han lutaram contra as tribos nômades que viviam pouco além das fronteiras norte e oeste da China.

Mais ou menos no ano 100 a.C., os exércitos han já haviam derrotado essas tribos e ocupado seus territórios. O Império Chinês, então, se igualou ao Império Romano em extensão e em poder. O comércio entre essas duas grandes potências tornou-se bastante ativo. Tapetes persas ornamentavam o palácio do imperador han e as mulheres dos nobres romanos vestiam seda chinesa.

De 8 d.C. a 23 d.C., um oficial rebelde han controlou a dinastia, que ele rebatizou com o nome de Hsin. Mas cerca de 25 d.C., a dinastia Han reconquistou o poder. As artes, a educação e as ciências se desenvolveram muito nesse segundo período han. Inventou-se o papel.

Os sábios chineses viajaram por quase todo o mundo de então e introduziram na China o budismo, trazido da Índia. Os escritores chineses escreveram muitas histórias e dicionários, e colecionavam clássicos da literatura de períodos mais antigos ainda. Mas as disputas entre os generais chineses e os funcionários do governo enfraqueceram o poderio han. Por volta de 220 d.C., a dinastia Han já havia acabado.

Durante quase 400 anos, a China voltou a constituir um imenso aglomerado de Estados autônomos. Entre 589 e 618, a dinastia Sui controlou a China como um reino unido.
Os exércitos sui tentaram conquistar a Coreia e a Manchúria a fim de expandir o império chinês. Mas os chineses sofreram uma grande derrota. Consequentemente, o povo chinês ficou profundamente insatisfeito e uma revolta pôs fim à dinastia Sui.

A dinastia Tang chegou ao poder em 618. Muitos historiadores consideram o período tang como a era de ouro da civilização chinesa. A capital, a cidade de Tchang-Ngan (atual Si-Ngan), tornou-se um dos centros culturais do mundo. Poetas, artistas, músicos, sábios e cientistas de toda a China e de muitos outros países aí se reuniam.
Durante o período tang, os poderosos exércitos ampliaram o império chinês. Porém, as guerras constantes com os povos vizinhos enfraqueceram os exércitos tang. Por volta de 907, a dinastia Tang havia acabado.

A dinastia Sung assumiu o controle da China aproximadamente em 960. As artes, a literatura e as ciências experimentaram um novo ciclo de intenso desenvolvimento na China, durante essa dinastia. As invenções chinesas desse período compreendem a bússola magnética, a pólvora e o tipo móvel para a imprensa. Apesar da dinastia Sung não contar com uma poderosa máquina de guerra, governou a China até 1279.

Estude na sequência:
A Cultura Chinesa e A Invasão Mongol
A Cultura Chinesa e A Dinastia Manchu
A Cultura Chinesa e Rebeliões na China
A Cultura Chinesa e A República da China
A Cultura Chinesa e A Primeira Guerra Mundial

Revisão de História: A Cultura Chinesa e O Início do Império Chinês

Publicado em:História,Matérias,Revisão Online

Você pode gostar também