Funções de Linguagem - Vestibular1

Funções de Linguagem

Revisão de Literatura: Funções de Linguagem

 

Literatura: Funções de Linguagem

Resumão – Revisão da Matéria de Literatura – Revisando seus conhecimentos
Literatura: Funções de Linguagem

 

Revisão de Literatura: Funções de Linguagem

Funções de Linguagem

Literatura: litera (palavra)
– Trabalha a palavra de maneira artística.

Componentes de um ato de fala:
– Locutor: é quem passa a mensagem;
– Mensagem: tudo que é transmitido para o interlocutor;
– Interlocutor: quem recebe a mensagem;
– Código: convenção social que permite ao interlocutor compreender a mensagem;
– Canal: o meio físico que conduz a mensagem ao receptor;
– Referente: assunto da mensagem;
– Denotação: quando empregamos a palavra no sentido comum (dicionário);
– Conotação: quando a usamos em sentido figurado, diferente daquele que lhe é próprio.

Funções da linguagem

– Emotiva: quando o emissor é posto em destaque; expressa o eu lírico (ex: prosa ou poesia centradas nos sentimentos ou emoções do locutor);
– Apelativa: quando o receptor é posto em destaque (ex: propagandas de produtos);
– Referencial: quando o referente é posto em destaque; informa objetivamente o interlocutor (ex: jornais e revistas);
– Metalinguística: quando o código é posto em destaque (ex: dicionário ou aula de português);
– Fática: quando o canal é posto em destaque (ex: para iniciar um diálogo: “Oi!”);
– Poética: quando a mensagem é colocada em destaque (ex: poema).

Texto Literário
Verso e prosa.

Gêneros
Lírico: eu (expressa sentimento)
Épico: poema em verso narrativo (passado histórico)
Drama: peça teatral

Elementos da narrativa
Personagem, narrador, tempo, espaço, fato (enredo, ação), conflito, clímax, desfecho.

 

Os gêneros literários

Gênero lírico: texto no qual o eu lírico (a voz que fala no poema, que nem sempre corresponde à do autor) exprime suas emoções, ideias e impressões em face do mundo exterior.

Gênero épico: há a presença de um narrador que fundamentalmente conta a história passada de terceiros.

Gênero dramático: trata-se do texto escrito para ser encenado no teatro. Ela “acontece” no palco, ou seja, é representada por atores, que assumem os papéis das personagens.

Estilo de época

Em cada período da literatura, chamado de estilo de época existe obras de autores que apresentam certas afinidades entre si. Ou seja, pode apresentar semelhanças entre duas obras quanto à linguagem, aos temas,à forma de ver e sentir o mundo.

 

Funções de Linguagem

No ato da fala, pode-se observar:
–  o emissor: aquele que diz algo a alguém
–  o receptor: aquele com quem o emissor se comunica
–  a mensagem: tudo o que é transmitido do emissor para o receptor
– o código: a convenção que permite ao receptor compreender a mensagem. Ex: Língua Portuguesa
– o canal: o meio que conduz a mensagem ao receptor. Ex: a língua oral
– o referente: o assunto da mensagem

Sendo assim temos as FUNÇÕES DA LINGUAGEM:

Função Referencial: Ocorre quando o referente é posto em destaque, ou seja, o objetivo do emissor é simplesmente o de informar o seu receptor. A ênfase é dada ao conteúdo, às informações veiculadas pela mensagem. Os textos desta linguagem são dotados de objetividade, uma vez que procuram traduzir ou retratar a realidade. Bons exemplos da função referencial são os textos jornalísticos e científicos.

Função Conativa (ou Apelativa): Ocorre quando o receptor é posto em destaque, ou seja, a linguagem se organiza no sentido de convencer o receptor. Neste tipo de função é comum o emprego de verbos no imperativo e verbos e pronomes na 2° ou na 3° pessoas. Bons exemplos da função conativa são os textos de publicidade e propaganda.

Função Metalinguística: Ocorre quando o código é posto em destaque, ou seja, usa-se o código linguístico para transmitir aos receptores reflexões sobre o próprio código linguístico. Bons exemplos da função metalinguística são as aulas de línguas, gramáticas e o dicionário.

Função Emotiva (ou Expressiva): Ocorre quando o emissor é posto em destaque, ou seja, a mensagem está centrada na expressão dos sentimentos do emissor. É um texto pessoal, subjetivo. É comum o uso de verbos e pronomes em 1° pessoa e também o uso de pontos de exclamação e interjeições. Bons exemplos da função emotiva são textos líricos.

Função Fática: Ocorre quando o canal é posto em destaque. O interesse do emissor ao emitir a mensagem é apenas testar o canal, o que tem o mesmo valar de um aceno com a mão, com a cabeça ou com os olhos. Exemplos típicos da função fática são: “alô”, “pronto”, “oi”, “tudo bem?” “boa tarde”, “sentem-se”, etc.

Função Poética: Ocorre quando a própria mensagem é posta em destaque, ou seja, chama-se a atenção para o modo como foi organizada a mensagem. Bons exemplos da função poética são textos literários, tanto em prosa quanto em verso.

Veja também: Gêneros Literários

Treine agora: Simulados ExpressSimulados OnLineSimulados por Matérias, Exercícios por matérias, Exercícios Resolvidos.

Revisão de Literatura: Funções de Linguagem

Vestibular1

O melhor site para o Enem e de Vestibular é o Vestibular1. Revisão de matérias de qualidade e dicas de estudos especiais para você aproveitar o melhor da vida estudantil. Todo apoio que você precisa em um só lugar!

Deixe uma resposta