Não Tropece na Língua - Vestibular1

Não Tropece na Língua

Revisão de Português: Não Tropece na Língua

 

Português: Não Tropece na Língua

Resumão – Revisão da Matéria de Português – Revisando seus conhecimentos
Português: Não Tropece na Língua

 

Não Tropece na Língua

Substantivos concretos e abstratos

“Muita gente me pergunta o seguinte: calor, frio e vento são substantivos concretos ou abstratos? O que responder?”

Pensando bem, é pouco relevante, para quem quer apenas desenvolver uma boa redação, saber a diferença entre substantivos concretos e abstratos, razão pela qual pouco tenho me preocupado em trazer questões sobre tais assuntos para esta coluna.
Mas como exercício intelectual é interessante. E faz parte do processo de ensino-aprendizagem da língua nacional na escola. Por isso tentarei dar uma resposta.

Certamente não foi ou não é fácil perceber a diferença entre eles, e, portanto há divergência de entendimentos e de explicação nos livros de gramática. “A distinção entre concretos e abstratos é mais filosófica do que linguística e, dentro da filosofia, muito fugidia” (Mattoso Câmara Jr.).

Pode-se afirmar que são concretos os substantivos que se referem a seres materiais ou espirituais, reais ou fictícios: casa, cor, dente, leão, Deus, Saci-Pererê, fada, alma, triângulo, o amigo, o diplomata, (o) japonês, (o) brasileiro etc.

São substantivos abstratos os atributos, estados, qualidades e ações, derivados de um conceito original. Eles não existem por si sós. Não possuem forma. Digamos que não podem ser desenhados, uma vez que não transmitem uma imagem.

Assim, calor e frio são abstratos, gramaticalmente falando, embora nós os sintamos de modo concreto. São também abstratos todos os substantivos que exprimem sentimentos e emoções – qualidades da alma. Você pode desenhar um homem triste, uma mulher vaidosa, mas não a tristeza ou a vaidade, por exemplo.

Revendo: vento (ou ventania) é conceito original, não é atributo (e para uma criança tem certa forma – ela consegue desenhá-lo, sem dúvida). É, portanto, concreto. Já calor e frio (=frieza) são atributos, da mesma forma que amor, tristeza, alegria, saudade, brancura, consolo, maciez, pobreza e admiração, todos substantivos abstratos.

Quando os alunos já conhecem bem os conceitos de verbo, adjetivo e substantivo, sua forma e função, é possível mostrar-lhes que são ABSTRATOS os substantivos derivados de duas outras classes: do adjetivo e do verbo. Pode o professor apresentar exemplos e exercícios mais ou menos assim:

• Estou sempre contente. [adjetivo] à Meu CONTENTAMENTO é enorme.
• Mirtes fica aborrecida por pouco. [adjetivo] à Seu ABORRECIMENTO é deplorável.
• O chefe se mostrou satisfeito conosco. [adjetivo] à A SATISFAÇÃO dele resultou em aumento salarial.
• Está um dia muito quente. [adjetivo] à O CALOR de hoje está insuportável.
• Admiro seu trabalho. [verbo] à Minha ADMIRAÇÃO por seu trabalho é grande.
• Quero felicitar você. [verbo] à Desejo-lhe FELICIDADES.
• Vendeu apenas quatro livros. [verbo] à Foi fraca a VENDA dos livros.
• Três pessoas caminharam até o alto da montanha. [verbo] à A CAMINHADA foi difícil.

Por outro lado, não se poderia formar verbos e adjetivos de substantivos como leão, casa, lápis, saci, ar, vento, não é mesmo?
Então, é possível dizer que os substantivos que não dão nenhuma ideia de qualidade, atributo ou ação e que não são formados de nenhuma outra classe de palavras são substantivos concretos.

Revisão de Português: Não Tropece na Língua

*Maria Tereza de Queiroz Piacentini Fonte: www.linguabrasil.com.br

Vestibular1

Vestibular1 sempre o Número 1 para Enem, Vestibulares, Concursos, Processos Seletivos. Seja qual for a prova ou exame que vá enfrentar, conte com nosso apoio na revisão dos estudos. Revise matérias e treine com nossos simulados, testes e problemas de matérias específicas. Aquelas provas e exames que vai enfrentar serão mais tranquilas, acesse e confira!

Deixe uma resposta