Menu fechado
Morfologia Morfemas Gramaticais e Adjetivo por Vestibular1

Revisão de Português: Morfologia Morfemas Gramaticais e Adjetivo

 

Português: Morfologia Morfemas Gramaticais e Adjetivo

Resumão – Revisão da Matéria de Português – Revisando seus conhecimentos
Português: Morfologia Morfologia Morfemas Gramaticais e Adjetivo

Revisão de Português: Morfologia Morfemas Gramaticais e Adjetivo

 

Morfologia Morfemas Gramaticais e Adjetivo – Morfemas Gramaticais

Indicam noções puramente gramaticais, como as flexões de gênero e número, modo e tempo.
Dividem-se em:

I. Desinências
São morfemas que aparecem no final da palavra e podem ser nominais ou verbais.

1. Nominais:
a) de gênero: indica o gênero (o “a” de nomes femininos com oposição de gênero):  gato – gata

Observação: o “o” dos nomes masculinos com oposição de gênero chama-se desinência zero: gato, menino
b) de número: indica o número (o “s” de nomes no plural): gatos / gatas, meninos / meninas

2. Verbais:
a) modo-temporal: indica o modo e o tempo: Cantava: pretérito imperfeito do indicativo
b) número-pessoal: indica o número e a pessoa: Cantavas: 2ª pessoa do singular

 

II. Vogais e Consoantes de Ligação
A ausência da vogal temática pode dificultar a pronúncia e a formação de uma nova palavra.
São usados então fonemas sem, valor significativo, como preparação do radical para o recebimento de novos morfemas: Gasômetro, cafezal

 

Morfologia Morfemas Gramaticais e Adjetivo – Adjetivo
Palavra que, sempre relacionada ao nome, atribui-lhe qualidade, propriedade ou estado.
Exemplos de Adjetivos: escola tradicional, flor amarela, menina feliz
Classificação
O adjetivo classifica-se em:

• Explicativo – acrescenta uma característica inerente a todos os seres ou coisas da mesma espécie: pedra dura, leite branco
• Restritivo – atribui uma característica particular ao ser ou à coisa a que se refere: pedra azulada, leite gelado
• Pátrio (ou Gentílico) – indica nacionalidade, origem ou procedência do ser: francês, italiano

O adjetivo flexiona-se em: gênero, número e grau.

Gênero
I. adjetivos uniformes – os que têm uma só forma para masculino e feminino. Geralmente são os terminados em a, e, l, m, r, s, z: menino/menina:  otimista, pobre, amável

Exceções: espanhol/espanhola, bom/boa, andaluz/andaluza, etc.

II. adjetivos biformes – com uma forma para masculino e outra para feminino:
1. Os terminados em O trocam essa terminação por A: bonito/bonita
2. Os terminados em ÊS recebem A e perdem o acento: inglês/inglesa
3. os terminados em OR recebem A: sofredor/sofredora

Exceções – são invariáveis: bicolor, inferior, interior, maior, etc..

4. Os terminados em EU trocam essa terminação por EIA: europeu/europeia,

Exceções: réu/ré, sandeu/sandia, tabaréu/tabaroa, etc.

5. Os terminados em ÃO trocam essa terminação:
por Ã: irmão/irmã
– por AO: beirão/beiroa
– por ONA: amigão/amigona

Número 

I. adjetivos simples – seguem as mesmas regras a que obedecem os substantivos simples: dia agradável/dias agradáveis

II. adjetivos compostos:
Regra Geral – apenas o último elemento se flexiona (em gênero e número): revista luso-brasileira/revistas luso-brasileiras
Particularidades: o adjetivo composto fica invariável quando o último elemento é um substantivo: blusas amarelo-palha
– o adjetivo composto azul-marinho é invariável: blusa azul-marinho/blusas azul-marinho

 

III. Grau

São dois os graus na qualidade expressa pelo adjetivo, comparativo e superlativo.
1) Comparativo – compara a qualidade entre dois ou mais seres.
O comparativo pode indicar:

a) superioridade: Maria é mais estudiosa que Joana.
b) igualdade: Maria é tão estudiosa quanto Marta.
c) inferioridade: Joana é menos estudiosa que Maria.
d) Comparativos Irregulares: Bom – melhor, Mau – pior, Grande – maior, Pequeno – menor

2) Superlativo – expressa a qualidade do ser no grau mais elevado. Divide-se em absoluto e relativo:
a) absoluto – apresenta o adjetivo em seu grau máximo sem fazer referência a outro ser (ou seres)
b) analítico – é formado com o auxílio de advérbio de intensidade: Maria é muito estudiosa.
• sintético – é formado com o auxílio de sufixo: Maria é estudiosíssima.
• Relativo – apresenta o adjetivo em seu grau máximo fazendo referência a outro ser (ou seres):
de superioridade: Maria é a mais estudiosa de todas.
de inferioridade: Maria é a menos estudiosa de todas.

 

Locução Adjetiva
A língua, às vezes, ou porque não pode, ou porque não quer traduzir uma característica ou qualidade por meio de um adjetivo, vale-se de uma combinação de palavras. São as locuções adjetivas – conjunto formado de preposição mais nome, com valor e uso de adjetivo: amor de mãe = materno, jornal da manhã = matutino.

Algumas Locuções Adjetivas
de aluno: discente
de amor: erótico de cabeça: cefálico
de cabelo: capilar
de chumbo: plúmbeo
de chuva: pluvial

Estude na sequência:
Morfologia
Morfologia Estrutura das Palavras
Morfologia Formação de Palavras
Morfologia Classes de Palavras Substantivo
Morfologia Morfemas Gramaticais e Adjetivo

Revisão de Português: Morfologia Morfemas Gramaticais e Adjetivo

Publicado em:Matérias,Português,Revisão Online

Você pode gostar também