Menu fechado
Outro lado da globalização Atualidades Vestibular1

Revisão de Atualidades: O Outro lado da globalização

 

Atualidades: O Outro lado da globalização

Resumão – Revisão da Matéria de Atualidades – Revisando seus conhecimentos
Atualidades: O Outro lado da globalização

Revisão de Atualidades: O Outro lado da globalização

 

O Outro lado da globalização

Origens da globalização

Hoje, globalização é uma palavra constante nos meios de comunicação. Para muitos historiadores, esse processo de interligação do mundo começou com a expansão comercial marítima europeia dos séculos 15, 16, a chamada Era das Grandes Navegações. Que fatores permitiram ao homem europeu romper com os laços do mundo medieval e lançar-se na conquista dos “mares nunca dantes navegados”?

O primeiro foi a crise de crescimento do século 15. A produção agrícola não atendia às necessidades dos centros urbanos; a produção artesanal desses centros não encontrava mercados suficientes no campo; o comércio internacional, além de escoar os poucos metais preciosos que a Europa possuía, tinha preços altos em função dos intermediários existentes entre o produtor e o comprador final. A solução era alargar a Europa por meio do comércio e da expansão marítima.

O segundo fator foi a aliança entre burguesia e reis nas monarquias nacionais. Um empreendimento da grandeza das grandes navegações só seria possível com um Estado centralizado, aliado ao capital da burguesia. O terceiro fator foi o avanço técnico e científico (caravelas, bússola, sextante, astrolábio, desenvolvimento da cartografia e da astronomia), possibilitando as condições tecnológicas para as navegações. O quarto fator estava no campo das mentalidades. Renascimento e grandes navegações fizeram parte da mesma aventura humana.

Atualmente, muito se fala sobre esse estágio do Capitalismo que é a Globalização, se ele traz benefícios ou malefícios à maioria da população mundial.
Para começarmos a tirar essa dúvida, vamos colocar em análise o recente acontecimento da proibição da importação de carne bovina brasileira, por parte dos países componentes da Nafta (acordo econômico que envolve Canadá, Estados Unidos e México).

O Brasil apesar de ser apenas o 74º colocado junto ao rank da ONU em termos de desenvolvimento pela grande desigualdade social existente, é o 4º maior produtor de aeronaves, posição que incomoda os demais países produtores desse tipo de produto, principalmente o país mais desenvolvido do mundo que é justamente o Canadá. Sua empresa Bombardier, produz aeronaves que concorrem com as nossas produzidas pela Embraer.

De ambos os lados há denúncias de subsídios governamentais que baixam os preços e consequentemente a concorrência desleal quando das concorrências internacionais para venda das mesmas.
É de se estranhar que com o embate travado por ambos os países (Canadá e Brasil), o Canadá tenha liderado o Nafta e bloqueado as importações de carne baseado apenas em suspeitas de que poderia haver contaminação do gado com a doença da vaca louca, sem que um único caso tivesse sido registrado em nosso país.

Todo esse quadro é preocupante e mostra que a Globalização está nas mãos das nações desenvolvidas (principalmente as do G-7) e pode ser manipulada contra os interesses das nações subdesenvolvidas que são a grande maioria (a exemplo do Brasil).

Como se não bastasse, há também denúncias de empresas “globalizadas” que instalam suas indústrias nos países com piores condições de salários, trabalhistas, sindicais, trabalho infantil, onde os terrenos são mais baratos, governos oferecem subsídios que muitas vezes prejudicam o desenvolvimento regional, tudo isso para se beneficiarem desse quadro.

Sem contar que na maioria das vezes, os empregos diretos gerados pela presença dessas empresas é insignificante e que grande parte do capital gerado nas atividades dessas empresas é recambiado para a nação onde se localiza a holding do grupo.
Precisamos ficar atentos ao desenrolar dos acontecimentos.

Revisão de Atualidades: O Outro lado da globalização

Publicado em:Atualidades,Matérias,Revisão Online

Você pode gostar também