Países Andinos Colômbia - Vestibular1

Países Andinos Colômbia

Revisão de Geografia: Países Andinos Colômbia

Geografia: Países Andinos Colômbia

Resumão – Revisão da Matéria de Geografia – Revisando seus conhecimentos
Geografia: Países Andinos Colômbia

Revisão de Geografia: Países Andinos Colômbia

 

Países Andinos Colômbia

Nome oficial : República da Colômbia
República Presidencialista
Área :1.141.748 Km2
Moeda : peso colombiano
Renda per capta: – 2.080 dólares
Crescimento Econômico: – 2,6 % ao ano
Inflação: – 9,7 %
Língua : Castelhano

Relevo
A Cordilheira dos Andes, que percorre o país de norte a sul, divide a paisagem em três regiões: a cordilheira ocidental (próxima ao Pacífico) a central e a oriental, separadas pelos vales de Magdalena e Cauca. Ao norte dos Andes, encontramos o pantanoso delta do rio Magdalena; a oeste, está a planície do Pacífico; a leste, temos as planícies florestais que descem em direção aos rios Orinoco e Amazonas.

Clima
Diversificado: terras frias nos picos andinos e clima tropical na região amazônica

Dados populacionais
Composição étnica – mestiçagem indígena, africana e europeia
mortalidade infantil – 26 crianças para cada mil
expectativa de vida – 71 anos
taxa de analfabetismo – 10 %
crescimento demográfico – 1,42 % ao ano

Economia
Agricultura – café, cacau, cana-de-açúcar, banana, tabaco, arroz, mandioca, batata, banana da terra e coca
Pecuária – equinos, bovinos, suínos e aves
Pesca – 119, 2 mil toneladas
Recursos minerais – petróleo, gás natural, carvão, níquel, ouro e esmeraldas
Indústria – alimentícia, química, bebidas, têxtil e equipamentos de transporte

Alguns momentos históricos e fundamentais

Plano Colômbia
Os EUA, preocupados com o fato de que 80% da cocaína consumida no país vêm da Colômbia, estuda um programa de combate às drogas e melhorias sociais. A iniciativa norte-americana, que implica verbas da ordem de 7,5 bilhões de dólares, visa ajudar as Forças Armadas colombianas a combater, com mais eficiência, o narcotráfico e as guerrilhas.

O programa, contudo, causa preocupações nos países vizinhos à Colômbia: eles temem uma presença militar norte-americana no continente e a possibilidade que os narcotraficantes estabeleçam bases no Brasil, Peru, Equador e Venezuela. Além disso, muitos congressistas norte-americanos não querem um envolvimento de suas tropas na América Latina. Teme-se um “Vietnam tropical”.

Situação: as FARC controlam aproximadamente 40% do território do país; além das FARC, outro grupo guerrilheiro de esquerda atua no país: o Exercito de Libertação Nacional (ELN); a direita organizou uma milícia anticomunista, as Autodefesas Unidas da Colômbia (AUC); o país está institucionalmente destruído

Final do século XV
Litoral da Colômbia era habitado pelos índios caraíbas; o planalto colombiano era povoado por agricultores e mineradores chibchas
1533 – fundação de Cartagena: a mais importante base naval e comercial do império espanhol na América
1538 – fundação de Bogotá, capital do vice-reino de Santa Fé de Bogotá
1810 – início dos levantes nacionalistas contra os espanhóis
1821 – Simon Bolívar vence os espanhóis e assume a presidência da Grã-Colombia (Colômbia, Panamá, Venezuela e Equador)
1830 – Venezuela e Equador tornam-se independentes
1903 – o Panamá, com apoio norte-americano, separa-se da Colômbia

Partidos políticos fundamentais – O Partido Liberal e o Partido Conservador, agremiações políticas rivais que provocam uma sucessão de guerras civis
1860 – o Partido Liberal, no poder, separa a Igreja do Estado confiscando terras do clero
1880 – Partido Conservador devolve privilégios à Igreja Católica

A “Guerra dos mil dias” (1899-1903) – conflito entre liberais e conservadores que arruína a economia do país , causando 130 mil mortes
1929 – a crise mundial do capitalismo põe fim ao domínio conservador
1930-1946 – o Partido Liberal, hegemônico ao longo desse período, implementa a reforma agrária, ampliando o mercado interno e expandindo a economia
1946 – o Partido Conservador volta ao poder
1948 – o assassinato do líder liberal Jorge Gaitán desfecha um surto de distúrbios iniciado em Bogotá – o “Bogotazo” – que assola o país: tem início a era da “Violência”, conflitos civis e militares encerrados em 1962

Final do período da “La violencia”
Liberais e conservadores criam a Frente Nacional, comprometendo-se a exercer o rodízio na Presidência e a repartir os cargos administrativos

Surge a esquerda armada (1965) – Manuel Marulanda Vélez, apelidado de “tirufijo”, cria as Forças Aramadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), braço militar do Partido Comunista
1970 – a vitória em eleições fraudadas do líder conservador Misael Pastrana provoca a fundação do Movimento Revolucionário 19 de abril (M-19), que dá início à guerrilha
1982-1986 – a Colômbia vive um surto guerrilheiro com tentativas de dialogo entre a esquerda e o governo
1986 – o Partido Comunista e ex-guerrilheiros das FARC criam a União Patriótica, que opta pela ação política parlamentar
1990 – grupos paramilitares de direita começam a dar combate à guerrilha esquerdista
Década de 90 – o país é vitima de brutais conflitos entre as guerrilhas de esquerda, ligadas ao narcotráfico, e as Forças Armadas apoiadas por grupos paramilitares de extrema direita
1998 – eleito presidente Andrés Pastrana, político conservador que promete dialogar com as guerrilhas de esquerda.

Revisão de Geografia: Países Andinos Colômbia

Vestibular1

O melhor site para o Enem e de Vestibular é o Vestibular1. Revisão de matérias de qualidade e dicas de estudos especiais para você aproveitar o melhor da vida estudantil. Todo apoio que você precisa em um só lugar!

Deixe uma resposta