Menu fechado
Química Metais 2 Vestibular1 Revisão de Química

Revisão de Química: Química Metais 2

 

Química: Química Metais 2

Resumão – Revisão da Matéria de Química – Revisando seus conhecimentos
Química: Química Metais 2

Revisão de Química: Química Metais 2

 

Química Metais 2

Halogênios

O sal tem sido utilizado desde a antiguidade para conservar alimentos. A substância representa o derivado mais importante do grupo dos halogênios.

Os halogênios (do grego hal, “sal”, e gen, “produzir”), família dos elementos químicos não metálicos flúor, cloro, bromo, iodo e ástato, compõem o grupo VIIa da tabela periódica. Esses elementos apresentam comportamento químico muito parecido e formam compostos com propriedades semelhantes. Todos produzem sais de sódio, entre os quais o cloreto de sódio, ou sal de cozinha, é o mais conhecido.

A capacidade de reação ou de combinação com outros elementos é tão grande nos halogênios que raramente são encontrados em estado livre na natureza. Aparecem sobretudo na forma de sais dissolvidos na água do mar, ou em extensos depósitos salinos originados em eras geológicas remotas pela evaporação de mares interiores. A única exceção é o ástato, que se apresentam na forma de isótopos radioativos de vida efêmera, razão pela qual ocorre naturalmente.

Em condições ambientais normais, o flúor e o cloro ocorrem em estado gasoso; o iodo e o ástato, em estado sólido; e o bromo, em estado líquido. Outras propriedades físicas, como ponto de fusão e ebulição, densidade e peso atômico, variam em ordem crescente do flúor para o iodo. O calor específico — quantidade de calor necessária para aquecer em 1º C um grama de substância — varia de forma inversa.

A característica química fundamental dos halogênios é seu poder como agente oxidante. Essa característica permite que o átomo do halogênio aceite mais um elétron em sua configuração, para atingir um arranjo eletrônico mais estável. No processo, o átomo adquire carga elétrica negativa e torna-se um íon. Os íons haleto, relativamente grandes e incolores, possuem alta estabilidade, especialmente no caso dos fluoretos e cloretos.

A energia de ionização dos halogênios, energia necessária para remover um elétron do elemento, é máxima no flúor e mínima no iodo. O ástato, devido à natureza radioativa, forma poucos compostos, que são instáveis.

Metalurgia é a sequencia de processos que visa à obtenção de um elemento metálico a partir de seu minério.
Alguns metais são encontrados livres na natureza na forma de substância simples, também chamada “forma nativa”. Esses metais são chamados de metais nobres e se encontram isolados devido a sua baixa reatividade.

Metais como o ferro, o estanho, o zinco e o manganês são obtidos através de reações químicas onde ocorre a redução do metal. O ferro, por exemplo, pode ser obtido a partir da hematita: Fe2O3 + 3 CO → 2 Fe + 3 CO2, a hematita reage com o monóxido de carbono produzindo ferro metálico e gás carbônico.

Esta é uma reação de óxido-redução, onde o CO é o agente redutor (causou a redução do ferro).
Metais muito reativos, como o magnésio, alumínio e o sódio são obtidos a partir dos minérios através de eletrólise. A eletrólise é a decomposição do minério através da corrente elétrica.

 

Ferro

Possui pouca utilidade quando puro, mas misturado com outros elementos, obtêm-se ligas com propriedades extremamente úteis.
Liga é toda substância metálica, resultante da união íntima entre dois ou mais elementos, onde um pelo menos, é metal.

Dentre as ligas que contêm ferro, a mais importante é o aço, formado por ferro e carbono em proporções adequadas. A adição de outros elementos proporciona a obtenção de aços especiais. Um exemplo disso é o aço inoxidável (adição de níquel e cromo).

O ferro em presença do ar oxida-se, resultando a ferrugem: 4Fe + 3 O2 → 2 Fe2O3, A reação é catalisada pelo vapor d’água do ar.

 

Cobre

Metal bem menos frequente na natureza do que o ferro. É utilizado, principalmente, na indústria de equipamentos elétricos, já que é um ótimo condutor elétrico.

É usado também na fabricação de ligas:

Liga Composição
Latão cobre e zinco
Bronze cobre e estanho
“Cobre para moedas” cobre, estanho e zinco

Quando exposto ao ar úmido com gás carbônico o cobre lentamente se oxida, ficando coberto com uma camada esverdeada chamada de zinabre, cuja fórmula é: CuCO3 • Cu (OH)2

 

Alumínio

Metal mais abundante da crosta terrestre. Leve e muito resistente se mostra ideal para uma série de aplicações, por exemplo:
• revestimento de aviões e navios
• fabricação de portões, janelas, etc.
• fabricação de rodas de automóvel
• fabricação de “latinhas” de refrigerante e embalagens em geral

O alumínio não sofre corrosão porque ao reagir com o oxigênio do ar forma-se Al2O3, que adere ao alumínio, formando uma película protetora.

 

Ouro

É o metal mais maleável. Não é atacado por nenhum ácido. Pode ser encontrado isolado na natureza, sob a forma de veios ou pepitas. Pepitas são pequenos pedaços de ouro que se encontram misturados com sedimentos acumulados em vales fluviais. Veios são incrustações do metal presentes em rochas.

O ouro puro não pode ser utilizado na confecção de joias, justamente por ser muito maleável. Geralmente o que se faz é misturá-lo com cobre e/ou prata, a fim de obter um material menos sujeito a deformação.
O ouro puro é denominado “ouro 24 quilates”. “Ouro 18 quilates” significa que em cada 24 gramas do material, 18 gramas são de ouro, e o restante é cobre e/ou prata.

 

Prata

Além do uso em joalheria é utilizada também para fabricar espelhos, medalhas, e utensílios de mesa. É também utilizada na indústria eletrônica e na de materiais fotográficos.
A chamada “prata de lei” é uma liga de 92,5% de prata com 7,5% de cobre.
A prata escurece com o tempo após reagir com substâncias que contenham enxofre, devido à formação de uma camada superficial de sulfeto de prata.

 

Mercúrio

É o único metal líquido.
É utilizado na fabricação de termômetros e barômetros, nas obturações dentárias, fabricação de pilhas especiais, mineração de ouro, etc..
Não é tóxico quando sólido ou líquido, já os vapores e os compostos, quando ingeridos, podem ser facilmente absorvidos pelo organismo, sendo altamente venenosos.

Questões de exemplo:

1) (FUVEST) As esculturas de Rodin, recentemente expostas em São Paulo, foram feitas em sua maioria em bronze e algumas em mármore. Os principais componentes destes materiais são:

bronze mármore
a) Cu, Zn CaO
b) Fe, Sn CaCO3
c) Fe, Zn CaO
d) Cu, Sn CaSO4
e) Cu, Sn CaCO3

 

2) (ITA) Qual das opções abaixo contém a equação que representa a produção de ferro num alto forno convencional alimentado com hematita e coque?

a) FeS ( c) + H2(g) → Fe ( c) + H2S(g)
b) Fe2O3 ( c) + 2Al ( c) → 2Fe ( c) + Al2O3 ( c)
c) Fe3O4 ( c) + 4H2 (g) → 3Fe ( c) + 4H2O(g)
d) Fe2O3 ( c) + 3CO(g) → 2Fe ( c) + 3CO2(g)
e) 4FeS ( c) + 2CO(g) → 4Fe( c) + 2CS2(g) + O2(g)

 

Gabarito:
1) E
2) D

Voltar a ler Revisão de Química: Química Metais – parte UM

Revisão de Química: Química Metais 2

Publicado em:Matérias,Química,Revisão Online

Você pode gostar também