Menu fechado
História - Entradas e Drogas do Sertão I simulado de matérias específicas com gabarito

História – Entradas e Drogas do Sertão I

Simulado com gabarito de matérias específicas História – Entradas e Drogas do Sertão I

Com a intenção de ajudá-lo a se preparar melhor para as provas de Vestibular e Enem, desenvolvemos este Simulado de História – Entradas e Drogas do Sertão I que contém questões específicas sobre os assuntos mais exigidos em História.
Cada questão contém entre 2 e 5 alternativas. Para cada questão existe apenas uma alternativa correta e não existe nenhuma questão em branco.
O número de respostas certas do gabarito do Simulado de História – Entradas e Drogas do Sertão I estão no final.

Bons estudos!

01. (UFSCar-SP) Quanto à “Marcha de Povoamento e a Urbanização do Século XVII
A respeito da ocupação do território brasileiro, foram feitas as quatro observações seguintes:

I. Iniciou-se pela nascente do rio Amazonas
II. Seguiu os cursos dos rios em direção ao interior
III. Foi decorrência da penetração do gado, da busca de metais preciosos e da exploração de drogas do sertão
IV. Significou a criação de vilas e cidades na região do Planalto Central

Pode-se afirmar que estão corretas:

a) I e II, apenas
b) I, II e III, apenas
c) I, II, III e IV
d) II e III, apenas
e) III e IV, apenas

 

02. (UEL-PR) A que fatores se deve a expansão do território brasileiro, entre 1500 e 1822?

 

03. (Cesgranrio-RJ) A formação do território brasileiro no período colonial resultou de vários movimentos expansionistas e foi consolidada por tratados no século XVIII. Assinale a opção que relaciona corretamente os movimentos de expansão com um dos Tratados de Limites.

a) A expansão da fronteira norte, impulsionada pela descoberta de minas de ouro, foi consolidada no tratado de Utrecht.
b) A região missioneira do sul constituiu um caso à parte, só resolvido a favor de Portugal com a extinção da Companhia de Jesus.
c) O Tratado de Madri revogou o de Tordesilhas e deu ao território brasileiro conformação semelhante à atual.
d) O Tratado do Pardo garantiu a Portugal o controle da região das missões e do rio da Prata.
e) Os tratados de Santo Ildefonso e Badajós consolidaram o domínio português no sul, passando a incluir a região platina.

 

04. (Cesgranrio-RJ) Apesar do predomínio da agromanufatura açucareira na economia colonial brasileira, a pecuária e a extração das “drogas do sertão” foram fundamentais. A esse respeito, podemos afirmar que:

a) ocorreu uma grande absorção da mão-de-obra escrava negra, particularmente na pecuária.
b) a presença do indígena na extração das “drogas do sertão” foi essencial pelo conhecimento da geografia da região Nordeste.
c) por serem atividades complementares, a força de trabalho não se dedicava integralmente a elas.
d) ambas forma responsáveis pelo processo de interiorização do Brasil colonial.
e) possibilitaram o surgimento de um mercado interno que se contrapunha às flutuações do comércio internacional.

 

05. (Fuvest-SP) No século XVIII, o governo português incorporou a maior parte da Amazônia ao seu domínio. A ampliação dessa fronteira da colônia portuguesa deveu-se:

a) aos acordos políticos entre Portugal e França
b) às lutas de resistência das populações indígenas
c) ao início da exploração e exportação da borracha
d) à expulsão dos jesuítas favoráveis à dominação espanhola
e) à exploração e comercialização das drogas do sertão

 

06. (Fuvest-SP) A expansão da colonização no Brasil acentua-se na segunda metade do século XVII, caracterizando-se pela ocupação do território. Quais os fatores que contribuíram para a expansão da colonização para além do litoral?

 

07. (Fuvest-SP) Entre 1750, quando assinaram o tratado de Madrid, e 1777, quando assinaram o tratado de Santo Ildefonso, Portugal e Espanha discutiram os limites entre suas colônias americanas. Neste contexto, ganhou importância, na política portuguesa, a ideia da necessidade de:

a) defender a colônia com forças locais, daí a organização dos corpos militares do centro-sul e a abolição das diferenças entre índios e brancos.
b) fortificar o litoral para evitar ataques espanhóis e isolar o marquês de Pombal por sua política nitidamente pró bourbônica.
c) transferir a capital da Bahia para o Rio de Janeiro, para onde fluía a maior parte da produção açucareira, ameaçada pela pirataria.
d) afastar os jesuítas da colonia por serem quase todos espanhóis e, nesta qualidade, defenderem os interesses da Espanha.
e) aliar-se política e economicamente à França para enfrentar os vizinhos espanhóis, impondo-lhes suas concepções geopolíticas na América.

 

08. (Fatec-SP)No estado do Maranhão, Senhor, não há ouro nem prata mais que o sangue e o suor dos índios: o sangue se vende nos que cativam e o suor se transforma em tabaco, no açúcar e nas demais drogas que os ditos índios se lavram e fabricam. Com este sangue e suor se medeia a necessidade dos moradores; e com este sangue e suor se enche e enriquece a cobiça insaciável dos que vão lá governar.
Vieira. Padre Antônio. Obras escolhidas. In: Alencar, Carpi & Ribeiro. História da sociedade brasileira. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1979. pp 210-1

O texto acima foi escrito por volta de 1653. As principais riquezas do Maranhão, naquela época, eram:

a) o ouro e a prata
b) o ouro, a prata e o comércio dos escravos
c) o tabaco, o açúcar e as drogas
d) o ouro, a prata, o tabaco e o açúcar
e) os metais preciosos, o comércio de escravos e o açúcar

 

09. (UFPE) A ocupação portuguesa no litoral Norte e Nordeste do Brasil, em fins do século XVI e início do século XVII, deu-se em virtude dos ataques ingleses, franceses e holandeses a esse território. Sobre estas invasões e ocupações, identifique as proposições verdadeiras e falsas.

( ) Os franceses invadiram Sergipe d’El Rei, a Paraíba, o Rio Grande do Norte, o Ceará, o Maranhão e o Grão-Pará.
( ) Os holandeses ocuparam, por longo tempo, os territórios da Bahia, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte.
( ) Os franceses, holandeses e ingleses conquistaram todo o Norte e Nordeste, restando aos portugueses, no século XVI, o domínio do território abaixo da Bahia.
( ) De todas as invasões do século XVII, a holandesa foi a mais duradoura, no sentido da permanência da ocupação. Em Pernambuco, o domínio holandês se estendeu de 1630 a 1654.
( ) A conquista do Grão-Pará, pelos portugueses, em 1616, beneficiou o monopólio do comércio dessa região para Portugal e obrigou os franceses a se instalarem nas Guianas.

 

10. (Unicamp-SP) A conquista e a posse das terras no Brasil Colonial foram feitas por particulares que deviam lealdade ao rei de Portugal.

a) Qual foi a mudança territorial do Brasil entre os séculos XVI e XVII.
b) Quais as principais atividades econômicas que promoveram tal mudança?
c) Qual foi a política utilizada pela Metrópole para a distribuição das terras no Brasil Colonial?

 

GABARITO do Simulado de História – Entradas e Drogas do Sertão I

 

01  03  04  05  07  08  09 
A C V V V F F

Resposta 02:

– Bandeiras, pecuária, entradas, exploração econômica da Amazônia (drogas do sertão) e do Prata.

 

Resposta 06:

– Por meio das bandeiras, pecuária, entradas e coleta das drogas do sertão.

Resposta 10:

a) A ocupação do interior do território, com destaque para o nordeste, a Amazônia e o sul da colônia.

b) Bandeiras, pecuária e a exploração das drogas do sertão.

c) A distribuição de terras era feita por sesmarias a colonos, para produzir ou para pagamento por serviços prestados à Metrópole.

 

Publicado em:História

Você pode gostar também