História - Entradas e Drogas do Sertão II - Vestibular1

História – Entradas e Drogas do Sertão II

História – Entradas e Drogas do Sertão II

Simulado História – Entradas e Drogas do Sertão II com gabarito de matéria específica

Com a intenção de ajudá-lo a se preparar melhor para as provas de Vestibular e Enem, desenvolvemos este Simulado de História – Entradas e Drogas do Sertão II que contém questões específicas sobre os assuntos mais exigidos em História.
Cada questão contém entre 2 e 5 alternativas. Para cada questão existe apenas uma alternativa correta e não existe nenhuma questão em branco.
O número de respostas certas do gabarito do Simulado de História – Entradas e Drogas do Sertão II estão no final.

Bons estudos!

 

01. (Cesgranrio-RJ) A ocupação do território brasileiro, restrita, no século XVI, ao litoral, e, associada à lavoura de produtos tropicais, estendeu-se ao interior durante os séculos XVII e XVIII, ligada à exploração de novas atividades econômicas e aos interesses políticos de Portugal em definir as fronteiras da colônia.

As afirmações a seguir relacionam as regiões ocupadas a partir do século XVII e suas atividades dominantes.

1 – No vale Amazônico, o extrativismo vegetal – as drogas do sertão – e a captura de índios, atraíram os colonizadores.
2 – A ocupação do Pampa gaúcho não teve nenhum interesse econômico, estando ligada aos conflitos luso-espanhóis na Europa.
3 – O Planalto Central, nas áreas correspondentes aos atuais Estados de Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso, foi um dos principais alvos do bandeirismo, e sua ocupação está ligada à mineração.
4 – A zona missioneira no sul do Brasil representava um obstáculo, tanto aos colonos, interessados na escravização dos indígenas, quanto à Portugal, dificultando a demarcação das fronteiras.
5 – O sertão nordestino, primeira área interior ocupada no processo de colonização, foi um prolongamento da lavoura canavieira, fornecendo novas terras e mão-de-obra para a expansão da lavoura.

As afirmações corretas são:

a) somente 1, 2 e 4
b) somente 1, 2 e 5
c) somente 1, 3 e 4
d) somente 2, 3 e 4
e) somente 2, 3 e 5

 

02. (Fuvest-SP) Quanto ao Tratado de Madri – 1750:

a) Dois fatores que contribuíram para a configuração territorial alcançada pelo Brasil no século XVIII.
b) O princípio que norteou o Tratado de Madri.

 

03. (UFES) O processo de expansão da conquista territorial que culminou com a incorporação da Amazônia ao domínio português esteve vinculado a diferentes situações.
Não faz parte desse contexto o(a):

a) iniciativa de colonos que se aventuravam na coleta de recursos naturais da região, como as drogas do sertão, ou formavam as “tropas de resgate”.
b) implantação da grande lavoura canavieira com base no latifúndio e no trabalho escravo negro, voltada para o mercado externo.
c) conflitos entre colonos e missionários, que tinham, a respeito da população indígena, interesses diversificados.
d) prática de uma política oficial adotada pela Coroa, que incentivava o movimento expansionista e fazia realizar expedições para o reconhecimento da área.
e) ação das Ordens Religiosas, que buscavam os indígenas para nucleá-los e catequizá-los, estabelecendo missões ou aldeamentos.

 

04. (Mackenzie-SP) A partir do século XVII, uma série de fatores provocou a expansão da colônia e ocupação do interior do Brasil, exceto:

a) a pecuária desenvolvida no sertão nordestino e região sul.
b) a busca de riquezas minerais lideradas pelos bandeirantes de São Paulo.
c) a ação missionária dos jesuítas, vinculada também à extração de drogas do sertão.
d) a União Ibérica, que possibilitou maior liberdade de circulação no território além de Tordesilhas.
e) o apoio de jesuítas e índios dos Sete Povos das Missões, confirmando os termos do Tratado de Madri em 1750.

 

05. (Vunesp-SP) A partir de 1750, com os tratados de limites, fixou-se a área territorial brasileira, com pequenas diferenças em relação à configuração atual. A expansão geográfica havia rompido os limites impostos pelo Tratado de Tordesilhas. No período colonial, os fatores que mais contribuíram para a referida expansão foram:

a) criação de gado no vale do São Francisco e desenvolvimento de uma sólida rede urbana.
b) apresamento do indígena e constante procura de riquezas minerais.
c) cultivo de cana-de-açúcar e expansão da pecuária no Nordeste.
d) ação dos donatários das capitanias hereditárias e Guerra dos Emboabas.
e) incremento da cultura do algodão e penetração dos jesuítas no Maranhão.

 

06. (UFMS)A Guerra Guaranítica foi a revolta dos missionários guaranis contra imposições do Tratado de Madri, que os obrigava a abandonar suas terras, moradias, plantações e rebanhos. O acordo de 1750 favorecia as monarquias ibéricas, defendendo seus interesses na região, mas prejudicava gravemente os indígenas.
(QUEVEDO, Júlio. A Guerra Guaranítica. São Paulo: Ática, 1996. p. 29.)

Com base no texto, é correto afirmar:

a) os índios reagiram à dominação colonial, porque defendiam exclusivamente o Império Teocrático organizado pela Igreja Católica, que se sobressaía na América, através da Companhia de Jesus.
b) os missionários guaranis estavam desaculturados do “ser” índio devido à tirania jesuíta, portanto defendiam somente os interesses dos padres.
c) a guerra expressou a luta dos missioneiros guaranis que não queriam se transformar numa espécie de “sem terra” do século XVIII, visto que suas terras foram doadas aos soldados espanhóis.
d) a guerra representou um dos raros momentos de reação indígena, organizada contra as imposições da Coroa e dos colonizadores luso-espanhóis.
e) os missioneiros guaranis enfrentaram os exércitos luso-espanhóis, porque estavam organizando uma confederação indígena anti-espanhola.

 

07. (Unicamp-SP) “A Amazônia selvagem sempre teve o dom de impressionar a civilização distante. Desde os primeiros tempos da Colônia, as mais importantes expedições e solenes visitas pastorais rumavam de preferência às suas plagas desconhecidas. Para lá, os mais veneráveis bispos, os mais garbosos capitães-generais, os mais lúcidos cientistas.
(Euclides da Cunha, À Margem da História, São Paulo, Cultrix, p. 32.

a) Explique como ocorreu a ocupação da Amazônia desde o período colonial até o século XIX.
b) Caracterize a principal atividade econômica da Amazônia, entre o final do século XIX e as primeiras décadas do século XX, mencionando as razões de sua importância internacional.

 

08. (UEL-PR) Durante todo o século XVI, os portugueses não se preocuparam com a ocupação da Amazônia, principalmente, devido à grande distância entre o extremo norte do Brasil e os principais centros de colonização que na época eram:

a) Pernambuco e Bahia
b) Rio de Janeiro e São Paulo
c) Minas Gerais e Mato Grosso
d) Rio Grande do Sul e Alagoas
e) Espírito Santo e Santa Catarina

 

09. (UEM-PR) O território brasileiro é, hoje, cerca de três vezes maior do que as terras garantidas a Portugal pelo tratado de Tordesilhas. Sobre a ampliação das fronteiras dos territórios portugueses na América, assinale a(s) alternativa(s) correta(s):

01) Situado para além da linha de Tordesilhas, o território do atual estado do Rio Grande do Sul apenas se incorporou à colônia na segunda metade do século XX.
02) A ampliação do território português ocorreu graças à ação dos bandeirantes, dos missionários, dos militares e dos pecuaristas que, ao longo do tempo, foram gradativamente ocupando as vastidões inexploradas dos territórios americanos.
04) Na segunda metade do século XVII, os portugueses fundaram, às margens do rio da Prata, quase de frente a Buenos Aires, a colônia de Sacramento, que posteriormente passou ao domínio espanhol.08) O tratado de Madri, firmado entre Portugal e Espanha, em 1750, estabeleceu que a posse das terras caberia àqueles que as ocupassem efetivamente (princípio de Utis Possidetis). Com isso, esse tratado legitimou a posse dos territórios que Portugal ocupava além dos limites estabelecidos pelo tratado de Tordesilhas.
16) A descoberta de ouro nas regiões de Cuiabá, de Goiás e de Minas Gerais levou à ocupação dessas regiões pelos colonizadores portugueses.

 

GABARITO do Simulado de História – Entradas e Drogas do Sertão II

 

01  03  04  05  06  08  09 
C B E B D A 30
(02,04,08,16)

Resposta 02:

a) Bandeiras e extração de drogas do sertão.

b) Uti Possidetis.

 

Resposta 07:

a) Desde o período colonial até meados do século XX, a ocupação da Amazônia esteve vinculada às atividades extrativistas e a ação de missionários religiosos, tendo na hidrografia à via de acesso ao interior.
No período colonial, destacaram-se a exploração das drogas do sertão. a ação, sobretudo dos jesuítas na fundação de núcleos de povoamento e a construção de fortes e vilas.

b) Entre 1880 e 1920, a região viveu o “Ciclo da Borracha”, favorecido pela demanda do produto em decorrência da Segunda Revolução Industrial.
Se de um lado a exploração da borracha enriquecia seringalistas e atravessadores, fez proliferar na Amazônia uma massa pauperizada, formada, principalmente, por migrantes do Nordeste.

 

Vestibular1

O melhor site para o Enem e de Vestibular é o Vestibular1. Revisão de matérias de qualidade e dicas de estudos especiais para você aproveitar o melhor da vida estudantil. Todo apoio que você precisa em um só lugar!

Deixe uma resposta