Arquivos Marília de Dirceu - Vestibular1

Marília de Dirceu de Tomás Antônio Gonzaga I

Marília de Dirceu de Tomás Antônio Gonzaga I. a obra de Tomás Antônio de Gonzaga, se enquadra exatamente nesse estilo de época: o Neoclassicismo ou por outros chamado de Arcadismo. Sua primeira edição, constando apenas da Parte I (23 liras), foi editada em Lisboa, em 1792, saindo a Parte II, também em Lisboa, em 1799. Com relação à Parte III, que muitos julgam apócrifa, Rodrigues Lapa considera autêntica a edição de 1812, da Impressão Régia.

Quero ver

Marília de Dirceu de Tomás Antônio Gonzaga II

Marília de Dirceu de Tomás Antônio Gonzaga II. Assim, negar a presença física e concreta de Maria Dorotéia nas liras é incorrer em tão grasso engano quanto negar a presença da pastora Marília: ambas têm um lugar ao sol nas liras, assim como têm presença garantida no livro o poeta ouvidor Tomás Antônio Gonzaga e o pastor Dirceu.

Quero ver

Resumos de Livros 2

Resumos de Livros 2. Os livros de leitura obrigatória levam os alunos a conhecerem a nossa literatura. São Resumos de Livros clássicos da literatura brasileira. Muitos a encaram como um martírio, mas longe disso, a leitura dos livros fazem com que os estudantes conheçam nossa cultura, nosso povo e acima de tudo a nossa língua.

Quero ver

Escola Literária Arcadismo

Escola Literária Arcadismo. O arcadismo no Brasil desenvolveu-se em pleno auge do ciclo do ouro na região de Minas Gerais, que fervia cultural e socialmente e de onde saíram os grandes poetas.
Iniciou-se em 1768 com a publicação de Obras Poéticas de Cláudio Manuel da Costa e a fundação da Arcádia Ultramarina em Vila Rica.

Quero ver

Literatura Arcadismo Música

Literatura Arcadismo Música. Arcadismo – Quero uma vida no campo; Que seja muito simplória; Curtindo o Arcadismo; Isso vai ser a glória. Voltou o ideal clássico; Valorizando o bucolismo; Buscando o equilíbrio; Clareza e pastoralismo. Ironiza clero e nobreza; O escrachado do Bocage

Quero ver