Arquivos obra - Vestibular1

Peças literárias para vestibular

Peças literárias para vestibular em cartaz no Teatro Bibi Ferreira, Professores e alunos que assistiram a peça, dizem ter a uma melhor compreensão da obra. Duas peças em cartaz que são literaturas obrigatórias para os vestibulares da FUVEST e UNICAMP, que são: Capitães da Areia de Jorge Amado, e Til de José de Alencar. Veja abaixo maiores informações para que vestibulandos fiquem cientes quanto a estes espetáculos.

Quero ver

O Beijo do Papai de Eustórgio Wanderley

O Beijo do Papai de Eustórgio Wanderley. Foi no tempo da guerra entre a Rússia potente e os heroicos napões, calmos filhos do oriente. Em torno a Porto Arthur o cerco se apertava como um cinto de ferro e fogo, que fechava as portas da cidade a quem, valente, ousasse por ali penetrar, ou por ali passasse.

Quero ver

Resumos de Livros

Resumos de Livros, A leitura de livros exigidos pelas universidades através dos processos seletivos ou de vestibulares e até mesmo para o Enem, tem como principal objetivo a capacitação do estudante na interpretação de textos. O aluno que lê uma obra acaba por assimilar regras gramaticais, o uso da língua portuguesa de maneira correta, e muitos outros conteúdos linguísticos que nem imagina, mas que estão nos livros e obras indicadas.

Quero ver

Marília de Dirceu de Tomás Antônio Gonzaga I

Marília de Dirceu de Tomás Antônio Gonzaga I. a obra de Tomás Antônio de Gonzaga, se enquadra exatamente nesse estilo de época: o Neoclassicismo ou por outros chamado de Arcadismo. Sua primeira edição, constando apenas da Parte I (23 liras), foi editada em Lisboa, em 1792, saindo a Parte II, também em Lisboa, em 1799. Com relação à Parte III, que muitos julgam apócrifa, Rodrigues Lapa considera autêntica a edição de 1812, da Impressão Régia.

Quero ver

Literatura em poesia A Rosa do Povo

Literatura em poesia A Rosa do Povo. A Rosa do Povo. Carlos Drummond, mais importante poeta brasileiro; escreveu A Rosa do Povo, maior obra deste mineiro; Coletânea que mostrou as inquietações sociais; Com 55 poemas de temas todos especiais. Criada em 1945, período de Getúlio Vargas e a Ditadura; Evidenciou uma

Quero ver

Memórias de um Sargento de Milícias

Memórias de um Sargento de Milícias. O leitor será levado pelo fluxo envolvente das peripécias de Leonardinho, personagem que é talvez, o mais antigo exemplo literário de um tipo nacional de primeira importância: o malandro.

Quero ver

Triste fim de Policarpo Quaresma de Lima Barreto III

Triste fim de Policarpo Quaresma de Lima Barreto III. Um numeroso grupo de personagens está ligado à casa do General Albernaz ou ao próprio: por amizade, parentesco, casamento com suas filhas… – Gal. Albernaz- “Nada tinha de marcial, nem mesmo o uniforme que talvez não possuísse. Durante toda a sua carreira militar, não viu uma única batalha, não tivera um comando, nada fizera que tivesse relação com a sua profissão e o seu curso de artilheiro”.

Quero ver

Resumos de Livros 2

Resumos de Livros 2. Os livros de leitura obrigatória levam os alunos a conhecerem a nossa literatura. São Resumos de Livros clássicos da literatura brasileira. Muitos a encaram como um martírio, mas longe disso, a leitura dos livros fazem com que os estudantes conheçam nossa cultura, nosso povo e acima de tudo a nossa língua.

Quero ver

Memórias de Um Sargento de Milícias II

Memórias de Um Sargento de Milícias, resumo, de Manuel Antônio de Almeida, é obra que se destaca do contexto literário romântico brasileiro. Publicado em folhetim de junho de 1852 até julho de 1853, depois em dois volumes, um em dezembro de 1854, outro em janeiro de 1855, esse romance sofre o silêncio da crítica. A primeira justificativa para tal atitude está no fato de sua narrativa não apresentar elementos que atendam ao gosto do público burguês da época, não só no tom, que é escrachado, irônico, mas também na história apresentada e no tipo de personagem que a interpreta.

Quero ver

Biografia Carlos Drummond de Andrade

Biografia Carlos Drummond de Andrade. Outras características de sua obra incluem um fino humor, uma angústia diante da morte, a capacidade de surpreender o leitor e a monotonia da vida.

Quero ver