O que você quer ser no futuro? - Vestibular1

O que você quer ser no futuro?

O que você quer ser no futuro?

Orientação Vocacional: o que você quer ser no futuro?

As aulas estão a todo vapor, as provas já estão aí e mais um ano letivo rolando e com ele novos planos são traçados para atingir objetivos futuros.

Para quem pretende entrar numa faculdade os objetivos de escolher um curso de graduação e de estudar para ingressar no ensino superior são, geralmente, as maiores preocupações e também são as metas a serem seguidas até o final do ano.

Mas será que já é tempo de pensar na escolha profissional e em orientação vocacional?

A resposta é sim porque orientação vocacional é um projeto de autodescoberta, que coloca o orientando em contato com a própria história de vida, com os interesses que tem, com as possibilidades de realização pessoal e com as expectativas, tanto de si mesmo como as sociais, no momento em que tem que escolher uma carreira profissional.

Por ser um projeto a orientação deve ser pensada desde o começo do ano para que se tenha tempo de elaborar um planejamento para a escolha profissional, do futuro, e não deixar uma decisão importante ser tomada às vésperas dos vestibulares, momento em que o estudante tem que focar maior atenção nos estudos.

Para amadurecer a ideia da escolha da profissão, a orientação vocacional questiona sobre o que é importante para cada um no momento de escolher, ou seja, como cada pessoa realiza a sua escolha profissional, com quais interesses e com papel profissional se identifica, quais são as expectativas que deseja cumprir e quais são as dificuldades que encontra para tomar uma decisão para o futuro, pois escolher algo significa abrir mão de outras tantas possibilidades.

Ao enfrentar tantas perguntas a busca pelas respostas não pode ser feita apenas considerando poucas informações ou através do resultado de um único teste psicológico isolado. Os testes ajudam a visualizar quais são os interesses pessoais em relação às áreas de conhecimento, como as ciências humanas, biológicas ou exatas e às atividades das diferentes profissões.

Mas escolher é mais do que saber sobre os próprios interesses a respeito de uma carreira. A escolha é feita em relação aos traços de personalidade, à identidade pessoal e à satisfação que se busca ao realizar alguma tarefa. Quando se escolhe ser dentista e não arquiteto é porque a identidade pessoal, o estilo de vida, as preferências e as expectativas têm mais a ver com as atividades que um dentista desempenha do que com as atividades de um arquiteto.

Para que o estudante conheça mais sobre a própria personalidade e sobre o que traria realização profissional e, assim faça uma escolha, é que a orientação vocacional recolhe informações da história dele, sobre como se relaciona com a realidade e com os próprios desejos, sobre o que é importante e como entende o mundo que está ao seu redor, como se relaciona com as profissões e quais são os aspectos econômicos que influenciam na tomada de decisões.

Um exemplo da importância da análise destas informações é pensar num estudante que tenha interesse em trabalhar com construções. Existem diversas profissões que constroem objetos, casas, máquinas e etc, mas quais são os interesses específicos que levam uma pessoa a escolher a profissão de engenheiro civil e não a de engenheiro mecânico ou de produção?

Se você tem dúvidas sobre escolha profissional a dica é pensar sobre questões relacionadas:

Estas questões ajudam a refletir sobre o modo como a pessoa se vê, sobre as atuais condições, sobre o que tem que desenvolver para alcançar seus objetivos, como analisa as possibilidades atuais e o que fará com elas para alcançar o seu objetivo e conseguir o que deseja.

A orientação vocacional auxilia na busca do maior número de informações pessoais tanto quanto informações sobre as áreas de conhecimentos e sobre as profissões para que o orientando, aquele quem decide sobre a própria escolha vocacional, elabore um projeto profissional para o futuro, construa um caminho de vida no trabalho através do desenvolvimento dele mesmo. Pois sem conhecer o passado, sem conhecer quem se é, não é possível analisar o presente e nem ser capaz de construir o próprio futuro.

Por Agda Inês Caximiliano Mattoso – Agda Inês Caximiliano Mattoso é psicóloga, orientadora profissional em aperfeiçoamento pela USP, especialista em Psicologia Clínica pelo Conselho Federal de Psicologia e psicoterapeuta breve pela Unicamp. Desenvolve trabalhos de orientação vocacional individual e em grupo, orientação profissional e atendimento clínico de adolescentes, adultos, idosos e de pessoas com deficiência.

Atua em consultórios na cidade de São Paulo, e está à disposiçao para tirar dúvidas através do e-mail Contato: agdamattoso_psi@hotmail.com

 

Confira o Guia de como escolher a profissão e mais informações gerais de como escolher a profissão. Descubra os Tipos de Vestibulandos existentes! Saiba com qual vai se identificar!

Veja também:

Sinopse do Guia de Carreiras e Profissões

Profissão: uma decisão de vida

Definindo a Profissão

Confira A melhor maneira de estudar!

Dicas de Inglês para o vestibular

Enem e suas facetas: ainda longe do ideal

O que você quer ser no futuro?

Fundamental ter: Disciplina

Redação para vestibulares

Novos Tipos de Cursos

Dicas de quem já passou

Compromisso do Vestibular1

O que você quer ser no futuro?

Vestibular via Enem

Visite Faculdades e faça sua opção!

O que você quer ser no futuro?

Visite cursinhos

Vestibular1

O melhor site para o Enem e de Vestibular é o Vestibular1. Revisão de matérias de qualidade e dicas de estudos especiais para você aproveitar o melhor da vida estudantil. Todo apoio que você precisa em um só lugar!

Deixe uma resposta