Menu fechado
O esforço de estudar muito vale a pena para vestibular

O esforço de estudar muito vale a pena?

O esforço de estudar muito vale a pena? (Para Enem e vestibulares)

Mas qual é o segredo para passar no vestibular, ou ter muitos pontos no Enem? Horas exaustivas de estudo sobre os livros, um quociente de inteligência (Q.I.) alto ou sorte?

Conseguir uma vaga nas melhores instituições de ensino superior não é uma tarefa fácil. A concorrência cresce barbaramente a cada ano e a oferta de vagas avança em ritmo menor. Para se ter uma ideia, no ano passado, milhões de estudantes disputaram 894 mil vagas em todo o País em 192 de instituições públicas e 905 de particulares.

Para conseguir uma vaga, muitos investem pesado nos estudos. Mesmo estando o vestibulando em colégios campeões em aprovação no vestibular ou Enem. Mas, por garantia, alguns matriculam-se em um cursinho ou pré-enem.

Anoto tudo o que os professores falam durante as aulas, assim gravo melhor as informações, afirmam.

Outros fazem cursinho para conseguir uma vaga em Medicina, por exemplo. Passa para a segunda fase das provas, mas é reprovado porque errou todas as questões da prova de matemática. Dizem Este ano eu não vou zerar porque tenho estudado muito mais. Estou mais confiante. Desta vez eu passo. É mais um(a) estudante que abdicou das horas de lazer para ficar mais tempo com os livros.

Os vestibulandos e candidatos têm que assimilar muita informação em um curto período de tempo. E o problema é que muitos dados acabam se perdendo pelo meio do caminho.

Quando estamos lendo, as informações visuais são transmitidas ao córtex occipital e percorrem um longo caminho até chegar ao lobo temporal. No processo, há uma alteração na taxa de disparos químicos entre os neurônios, as células que fazem a comunicação de dados no cérebro. Essa é a memória de curto prazo, que você usa rapidamente e esquece em seguida.

Isto significa que para lembrar um dado duas semanas depois de tê-lo captado na mente, é preciso convertê-lo em memória de longo prazo. Esse trabalho fica a cargo do hipocampo. Depois que os dados são integrados aos circuitos do cérebro, o hipocampo descansa e quem trabalha é lobo frontal, estrutura responsável pelo processo de recordação. É ele que traz à tona todas as informações que foram devidamente estocadas.

Em termos práticos, para conseguir armazenar uma avalanche de informações, é necessário ter motivação e interesse na hora do estudo. Períodos de muita ansiedade, estresse e depressão são as principais causas da amnésia.

Mas existe uma fórmula para ajudar o cérebro a armazenar tantas informações? Alguns neurologistas dizem que não. O importante é que o jovem conheça o seu limite e adapte seu organismo para o horário que ele terá mais rendimento. Estar descansado é fundamental no aprendizado. Assim se evita qualquer situação adversa que comprometa a atenção.

 

 

Veja se é possível passar chutando, Namorar ajuda ou atrapalha os estudos? Faça Teste de raciocínio conosco, Confira o Calendário, Visite nosso teste de qi, Como recuperar o tempo perdido – Veja na seção!

Saiba mais sobre Opção de carreira – Veja as Tendências de Carreiras – Saiba como escolher uma profissão com segurança – A hora da decisão, Oriente-se entre carreiras em alta! Veja as tendências de carreiras.

 

Publicado em:As Novidades

Você pode gostar também